Por Larissa Mazaloti (19h40min)

 

Tempo quente e seco é período de preocupação para o Corpo de Bombeiros. O risco de incêndios ambientais, as queimadas, é bastante alto. Só neste mês de agosto o posto de Francisco Beltrão registrou e combateu 33 incêndios ambientais, isto, sem contar os locais em que o atendimento não chega, conforme explica o comandante do Corpo de Bombeiros do município, tenente Dalponte.

De acordo com os registros, foram 33 incêndios ambientais com maior incidência em Francisco Beltrão, Realeza, Santo Antônio do Sudoeste e Ampére. Tiveram menos queimadas Capanema, Planalto e Marmeleiro. Esses dados são apenas da circunscrição de Beltrão.

Apesar do fator da baixa umidade, evitar incêndios também é tarefa da população. O tenente Dalponte afirma que algumas medidas podem ser tomadas.

Na próxima quinta-feira (02) às 14h acontece uma reunião entre as coordenadorias municipais da região sudoeste para preparar a Defesa Civil para mais atendimentos e combates a incêndios ambientais. Outro fator que também será debatido no encontro é uma estratégia de auxílio em casos de situação de emergência, já que segundo o comandante, no mês de setembro costumam acontecer vendavais ou chuvas de granizo.

A região sudoeste tem risco extremo de queimadas. Faça sua parte.

 

CONFIRA O MAPA DA UMIDADE RELATIVA DO AR, ATUALIZADO PELO SIMEPAR NO FINAL DA TARDE DESTA TERÇA-FEIRA (31):

width=600
  • Compartilhe no Facebook

 

 

APROVEITE E SAIBA COMO ESTÁ A PREVISÃO DO TEMPO PARA ESTA SEMANA:

(FONTE:SIMEPAR)

width=600
  • Compartilhe no Facebook

 

 

OUÇA A MATÉRIA EM ÁUDIO