Começou hoje a segunda etapa do Projeto Castramóvel e vai até sexta-feira, 26. A estrutura está montada no bairro Novo Mundo onde também serão atendidos animais de moradores do bairro São Francisco. O limite de atendimento é de 300 animais e todas as vagas para esta etapa estão preenchidas. Segundo o veterinário Arnaldo Donatti, responsável pelo projeto, o castramóvel atenderá bairros da cidade inteira. O projeto visa atender somente famílias de baixa renda, que não tem condições de pagar pela castração.

Todos os procedimentos, bem como a medicação necessária, serão oferecidos gratuitamente. Os animais também serão chipados para que tenham a identificação oficial. A castração, além de prevenir doenças, ajuda a controlar a quantidade de animais, que muitas vezes vão parar nas ruas. Serão atendidos somente animais que vivem em domicílios. Os de rua serão atendidos posteriormente, quando entrar em funcionamento o Centro Integrado de Apoio ao Controle de Zoonoses e Bem-Estar Animal, que está em fase de construção.

 

Esta matéria utiliza fontes de: Assessoria Prefeitura