Papai Noel fazendo a entrega de presentes na campanha de 2014. Foto: Arquivo Correios FB
  • Compartilhe no Facebook

Papai Noel fazendo a entrega de presentes na campanha de 2014. Foto: Arquivo Correios FB

Realizada há mais de 20 anos, a campanha Papai Noel dos Correios é uma das maiores ações sociais natalinas do Brasil. A campanha tem por objetivo principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao Papai Noel e atender, dentro do que for possível, aos pedidos de presentes de natal das crianças em situação de vulnerabilidade social. Além de estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, a campanha incentiva a solidariedade dos empregados e da sociedade.

Desde 2010, a campanha contempla, além das cartas das crianças da sociedade que escrevem diretamente ao Papai Noel, as cartas de crianças das escolas da rede pública de ensino (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Dessa forma, a campanha alinha-se a um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, Educação Básica de Qualidade para Todos, e, por conseguinte, associa-se a preceitos de responsabilidade social empresarial.

Em Francisco Beltrão, segundo o gerente da agência central dos Correios Delmar Rodrigues Junior, cerca de 300 cartinhas foram escritas por alunos da rede municipal, através da parceria estabelecida com a Secretária de Educação do município. As cartas já estão à disposição das pessoas interessadas na Agência de Correios, que fica na Rua Vereador Romeu Lauro Werlang, próximo ao Fórum.

O gerente dos Correios lembra que as cartas devem ser retiradas até o dia 30 de novembro, prazo estabelecido também para entrega dos presentes junto a agência, pois a entrega às crianças deve ser feita ainda durante o período escolar. Segundo ele, os pedidos das crianças não são absurdos. A grande maioria pede materiais escolares, doces, roupas e, em alguns casos, alimentos.

Delmar concedeu entrevista à Onda Sul FM nesta segunda-feira (16) explicando os detalhes da campanha. Para ouvir a entrevista na íntegra, basta clicar no link abaixo.