por Ivan Cezar Fochzato

 

Um caminhoneiro foi assaltado em um posto de combustíveis às margens da BR-153 em Água Doce, no Meio-Oeste de Santa Catarina, na madrugada desta terça-feira. Por volta de 2h, Jussie Mendonça dormia dentro do veículo quando foi surpreendido por dois homens armados com revólveres.

 

A dupla invadiu a cabine e levou o caminhão e a vítima para uma estrada de terra, paralela à rodovia. Neste local, um outro criminoso chegou em um carro e se juntou ao bando. O caminhoneiro não viu o modelo do veículo e nem as características dos suspeitos porque foi obrigado a ficar com a cabeça baixa durante toda a ação. Mendonça trabalha para uma transportadora gaúcha e seguia de Chapecó, no Oeste, para o Paraná. A carreta estava vazia.

 

O trio roubou R$ 800 e fugiu com o caminhão. A vítima foi liberada por volta das 5h e orientada a procurar a polícia somente ao amanhecer. Por volta das 6h30min, o caminhoneiro andou até a margem da BR-153 e ligou para o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Vargem Bonita.

 

Na manhã desta terça-feira, a PRF só havia encontrado a carroceria do caminhão em outro posto de combustíveis na mesma rodovia, distante 16 quilômetros de onde ocorreu o assalto.

 

 

Esta é a terceira vez, em apenas 15 dias, que um caso como este é registrado no Meio-Oeste. Segundo a PRF, as vítimas são abordadas sempre da mesma forma. Enquanto o condutor faz uma parada, os bandidos chegam, rendem o motorista e anunciam o assalto.No último dia 11, um casal de turistas argentinos foi surpreendido por três assaltantes, armados com um revólver e uma faca, quando pararam na BR-282 para trocar um pneu furado. As vítimas foram levadas a uma estrada de terra às margens da rodovia e obrigadas a passar a noite na mata. Eles também foram orientados a buscar ajuda somente ao amanhecer.A suspeita é de que todos os crimes sejam praticados pelo mesmo bando. Como as vítimas não conseguem repassar características dos suspeitos à polícia, nenhum deles foi identificado.

com informações do Diário Catarinense