A nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Palmas, sul do Paraná, que conduzirá os trabalhos legislativos no ano de 2015, tomou posse no final da tarde de ontem(05). Em seu discurso de posse o novo presidente prometeu conduzir a casa de forma diferenciada e transparente.

Informou o presidente, Luis Otávio Sendeski, que a Mesa Diretora pretende implantar uma nova sistemática funcional para os servidores, que além do atendimento aos vereadores também deverão atender adequadamente a todos àqueles que forem até a Câmara para buscar informações ou algum serviço.

Além disso pretende implantar um amplo processo de publicidade dos gastos da Câmara, através de um plano para que não seja necessário o cidadão acessar o portal de transparência para obter as informações dos gastos da Câmara “ Não critico gestores anteriores mas pretendo comandar os trabalhos de forma diferente. Espero que eu consiga alcançar meus objetivos que é melhorar a nossa Câmara Municipal”, frisou. Conclamou aos demais vereadores e a população para um esforço conjunto para melhorar a imagem do Poder Legislativo.  Informou que todas as contas serão serão publicadas periodicamente à população.

O novo primeiro secretário, Cidnei Cristian Alembrandt(PDT) projetou que a reforma do regimento interno e o resgate da credibilidade da Câmara são dois principais desafios para essa gestão. “Nós tivemos um desgaste muito grande, com troca de presidentes. Espero que em 2015, consigamos colocar ordem na Casa para dar andamento aos trabalhos legislativos”, disse.

Por sua vez, o vereador Cristien Galli(PSD) que ocupa a 2ª secretaria, disse estar satisfeito em poder estar na mesa, mesmo sabendo que a responsabilidade aumenta e demonstrou otimismo quanto ao trabalho dos vereadores. “ Em 2015 Palmas vai ter uma grande surpresa em relação ao trabalho legislativo, nós vamos fazer a diferença”,  considerou Galli.

O atual vice-presidente, Adilson Piran(PMDB) também considerou estar honrado em mais uma vez poder participar da composição diretiva do legislativo palmense. “Agradeço aos colegas vereadores que apoiaram meu nome e aceitaram a minha candidatura à vice desta Casa de Leis”, disse. Avaliou Piran que como adquiriu mais experiência, agirá com mais coerência. Para ele, há um entendimento entre todos os 13 vereadores da Casa para um trabalho diferente em 2015. “Em 2014 o trabalho não rendeu tanto como se esperava. Agora quero ser solidário ao novo presidente e colocarme-se à inteira disposição”, anunciou o vereador.