Por Larissa Mazaloti

 

Nesta segunda-feira (3) os vereadores de Francisco Beltrão reuniram-se para mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal. Em pauta, três projetos do Executivo.

 

O projeto de lei 071/11 que autoriza o Executivo a conceder um auxílio financeiro de R$ 20 mil em parcela única foi aprovado em segunda discussão e votação. Esta matéria havia sido retirada de pauta por um dia, a pedido do vereador Jocemar Madruga (PT) na última segunda-feira (26/09). A presidente da câmara, vereadora Atanázia Pedron (PP) dá maiores detalhes da aprovação unânime em redação final.

 

Outro projeto de lei, este em primeira votação, foi aprovado por unanimidade também. É o 072/11 que altera disposições da Lei Municipal nº3787/2010 que autorizou subdivisão de imóvel de propriedade da Coohabel e dá outras providências. Ainda na discussão do PL, o vereador Madruga questionou se era ambientalmente legal realizar mudança nas metragens de áreas. Atanázia também comenta a matéria.

 

O último projeto, em primeira discussão e votação foi aprovado por nove votos a um. O PL 073/11 altera disposições da Lei Municipal nº 2633/97. Essa alteração, aumenta em cerca de R$ 200, o salário do chefe da divisão de manutenção da Casa Apoio em Curitiba, que atende aos pacientes beltronenses que vão até a capital para tratamentos de saúde.

 

O voto contrário foi do vereador da oposição, Madruga. Para ele, aumentar o salário de uma pessoa significa desmobilizar o movimento sindical que luta por um plano de cargos e salários. Segundo ele, votar em favor de uma só pessoa é votar contra a coletividade. Mesmo assim, foi aprovado e a presidente da Casa argumenta sobre os motivos do aumento salarial.

 

Na sessão desta segunda, todos os vereadores permaneceram até o encerramento.

 

OUÇA A MATÉRIA