por Ivan Cezar Fochzato, com informações a AEN

Desde o dia 1.º, data da posse do governador Beto Richa, o Brasão do Paraná passou a ser a nova marca a identificar o Governo do Estado. A determinação do governador segue o estabelecido na Lei 15.538, de 22 de junho de 2007. A marca vai identificar os bens públicos móveis e imóveis, painéis e cartazes de obras públicas do Estado do Paraná.

 

Os elementos que formam o brasão são o lavrador em atitude de trabalho, que representa a vocação agrícola do Estado; o gavião real, que vivia nas matas do Sul do país e acredita-se estar extinto; as montanhas, que são os três planaltos paranaenses; o sol, que representa a nascente, símbolo da glória, unidade, eternidade e verdade; e ainda o mate e o pinho, representando as riquezas naturais do Estado.

 

O brasão é um dos símbolos oficiais do Estado, que representa a história, traços, geografia, riquezas e cidadãos paranaenses. Conforme o artigo 3 da Lei 15.538, de junho de 2007, “a publicidade dos atos, programas, obras serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou servidores públicos”