O Regional da CNBB Sul 2, que abrange as 18 dioceses do Paraná, além da Eparquia ucraniana, realizou entre os dias 16 e 18 de março sua Assembleia ordinária, ocasião de revisão das atividades em vista de um aperfeiçoamento constante da ação pastoral. “As dioceses são muito diferentes – salienta Dom João Bosco, que preside o encontro – Londrina é bem diferente de São José dos Pinhais; a realidade de Paranavaí é completamente diferente de Foz do Iguaçu, ou da nossa querida União da Vitória. Mas quando os bispos planejam juntos a ação pastoral, emerge daí um “rosto” paranaense da Igreja”. O ambiente da Assembleia é sereno e fraterno, e não faltam os momentos de oração e de convivência, estreitando a amizade.

O encontro começou na noite de domingo, com a Santa Missa, na Catedral de Ponta Grossa, onde Dom Sérgio Arthur Braschi acolheu a todos os Arcebispos e Bispos, que foram apresentados ao povo, um a um. Os trabalhos tiveram início na manhã seguinte, no Centro de Espiritualidade Passionista São Paulo da Cruz (CEPA), no bairro Boa Vista, onde os bispos ficaram hospedados. Um longo relatório da Presidência relembrou aos bispos os passos que vêm sendo dados pelo Regional, apontando também perspectivas. Depois disso, as pastorais foram entrando na pauta dos diálogos: a pastoral missionária, a pastoral carcerária, os jovens, a pastoral do Turismo, as Campanhas entre outros temas. Um momento especial com a coordenação dos presbíteros do Paraná ajudou a esclarecer dois pontos que lhes foi dado a refletir: o modo de tornar as festas religiosas mais evangelizadoras, e a renovação paroquial. Os padres deram seu apoio para um pedido do episcopado: para que se evite servir bebidas alcoólicas nas festas da Igreja. Um mensagem sobre esse ponto foi assinada por bispos e padres e deverá chegar a todas as comunidades, para a conscientização dos organizadores e participantes.

Os bispos do Paraná, anualmente se encontram em três momentos: o primeiro é este de março. O segundo será em maio, em Aparecida, quando acontece também a Assembleia Geral de todos os Bispos do Brasil. O terceiro será em setembro, em Curitiba, com representantes leigos e padres de todo o Estado. Este último evento tem o nome de “Assembleia do Povo de Deus do Paraná”. Em 2014, a Assembleia do Povo de Deus será muito especial: vai celebrar os 50 anos do Regional, e um livro será lançado nessa ocasião. Este livro foi escrito por Dom Pedro Antonio Marchetti Fedalto, 87 anos, historiador e Arcebispo Emérito de Curitiba. Hoje aos 87 anos. Dom Pedro conta a história da Igreja do Paraná, com a sabedoria e a memória de quem foi Secretário Executivo, e Presidente do Regional por nada menos que  28 anos seguidos.

A Pastoral da Comunicação Regional por meio da articulação de vários jornalistas realizou uma ampla cobertura do evento e a Rede Vida de Televisão, além de entrevistas, propiciou aos bispos algumas notas ao vivo para o JC TV.

A Diocese de Palmas-Francisco Beltrão foi representada por Dom José Antonio Peruzzo.