Por Larissa Mazaloti 

 

Da Redação (www.band.com.br)

 

A Rede Bandeirantes promoveu na noite deste domingo (10) o primeiro debate do segundo turno da eleição presidencial. O confronto – mediado pelo jornalista Ricardo Boechat – mudou o tom da campanha e foi marcado pela troca de acusações entre os participantes, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), que adotaram uma postura mais franca em relação aos embates realizados no primeiro turno. Dilma disse ser vítima de acusações difamatórias e caluniosas vindas do partido tucano e de seu vice, o deputado Indio da Costa (DEM).

 

Serra, por outro lado, afirmou que Dilma se “vitimiza” e que ele também foi vítima da campanha da petista. A privatização de estatais foi um dos temas que abordados pelos candidatos. O assunto tomou boa parte do terceiro e quarto blocos.

 

O tucano declarou também que Dilma não mostra suas posições, como sua visão sobre a descriminalização do aborto. A petista rebateu respondendo que, para ela, o tema deve ser tratado como questão de saúde pública. “Entre prender e atender, eu prefiro atender”, declarou a candidata.

 

Para saber como foi cada bloco, acesse eBand