Por Larissa Mazaloti, com informações de Evandro Artuzi

 

Com a fusão da Sadia e da Perdigão e a formação da BR Foods, os avicultores integrados da região sudoeste têm manifestado indignação com tratamento destinado a eles. Na manhã desta segunda-feira (10) uma manifestação aconteceu em Dois Vizinhos.

 

Em frente à Igreja Matriz Imaculada Conceição lideranças se pronunciaram sobre o impasse. A reivindicação é de melhores pagamentos na entrega das aves, melhoria na estrutura por parte da empresa.

 

Um dos organizadores da mobilização em dois Vizinhos, o padre Deoclécio Vigineski a causa é importante e deve ser encampada por todos os municípios do sudoeste do Paraná. “Francisco Beltrão também precisa se mobilizar. A fusão entre Sadia e Perdigão tornou-se mais pesada e de difícil negociação”, comenta o padre Deoclécio. Ele relata ainda que os acionistas não abrem mão de um só centavo.

 

Conforme o padre Deoclécio, pessoas que acumulam riqueza querem ainda mais. “Enquanto isso, nossos avicultores acumulam migalhas, suor e sangue”, diz.

 

A mobilização pede o fim da “escravização” dos avicultores e a valorização deles que são os primeiros parceiros. “Sem avicultor não tem produção e sem produção a BR Foods não é nada”, afirma.

 

O grupo aguarda negociação ainda nesta segunda-feira e relata que há uma campanha de ameaças e chantagens. “Chantagem é a marca da Sadia e da Perdigão”, enfatiza o padre Deoclécio.