Aumentou em 65% os casos de violações da liberdade, respeito e dignidade de crianças e adolescentes em Palmas, sul do Paraná, passando de 23 para 35 registros nos primeiro quadrimestre deste ano,  em relação a igual período do ano passado. Especificamente em relação a abusos e violência sexual passou de 06 para 11 casos.

Os dados  são do Conselho Tutelar local com base no SIPIA – Serviço de Informação para a Infância e a Adolescência – visando mobilizar a sociedade local para o Dia Nacional combate aos abusos e violências contras as crianças e adolescentes, em 18 de Maio.

Conforme o presidente do CT, Rudinei de Freitas Sousa, a maioria dos casos ocorre no ambiente familiar o que dificulta ainda a detecção do problema. Informou que chegam ao conhecimento dos organismos da rede de proteção apenas  casos denunciados por vizinhos, familiares distantes  e pelos professores das escolas que acabam identificando as vítimas a partir de seu comportamento social.

Nos dados do SIPIA constam que durante todo o ano de 2015 foram 17 casos de abuso e violência sexual, sendo 11 cometidos no ambiente familiar; dois no circulo social e três casos de estupro, bem como um caso de exploração sexual. Dos registros do primeiro quadrimestre de 2016, dois casos ocorreram por membros da família e quatro no círculo de relações sociais. Houve registro de corrupção para abuso sexual; um estupro e dois assédios sexuais.

Em 2016 o Conselho de Palmas  já fez mais de duzentos atendimentos, dos quais 128 casos de violações aos direitos às crianças e adolescentes. Conforme a Conselheira, Dionei Barbosa, é importante que a população denuncie os casos. As queixas podem ser feitas anonimamente pelo Disque 100, ao Conselho Tutelar as polícias civil e militar.
CAMINHADA PELA PAZ
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no dia 18 de Maio é uma iniciativa envolve o Departamento de Ação Social, CRAs e CREAs (Centros de Referência de Assistência Social); Conselho Tutelar, CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, escolas e várias outras organizações públicas e privadas. A caminhada sairá da 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada e seguirá pela Rua Bispo Dom Carlos até a Praça do Senhor Bom Jesus, quando ocorrerão diversas atividades.