A Sanepar está preocupada com o ataque de cães a leituristas da empresa em alguns bairros em Palmas, sul do Paraná. A falta de cuidados dos donos de cachorros provocou, recentemente, dois acidentes. Por isso, a Sanepar pede o apoio da população para que prendam seus cachorros, evitando que eles ataquem não apenas funcionários da Sanepar, mas também todos os trabalhadores que estão fazendo serviço nas ruas. Somente neste ano, a Sanepar registrou mais de 60 casos de mordida de cachorros na cidade.

Mesmo realizando treinamento constante para os empregados, nem sempre é possível evitar um ataque. “Percebemos um número cada vez maior de cachorros soltos nas ruas”, diz o gerente da Sanepar Aderbal Luiz Roncato, acrescentando que o problema não ocorre somente em Palmas, mas sim,  em todas as localidades atendidas pela Sanepar.

Uma recomendação importante é para que cada cliente fique atento à data da próxima leitura. Essa informação consta na fatura entregue pela Sanepar todo o mês. No dia previsto para o serviço, a orientação é a de que o morador prenda o cachorro para evitar acidentes. “São soluções que demonstram respeito pelo trabalhador e pela população”, diz Aderbal.

Outras recomendações são para que as pessoas coloquem trancas nos portões, façam muros altos, instalem grades que não permitam que a cabeça do cachorro passe, coloquem também hidrômetros e caixas de correio em locais de fácil acesso.