Assis do Couto, deputado federal, esteve essa semana na Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES), no Ministério da Educação (MEC) solicitando a autorização do ministério para a Faculdade Iguaçu ofertar o curso de pedagogia no município. A intenção da faculdade, com sede em Capanema,  é ofertar o curso já a partir do próximo ano (2016).

O deputado foi recebido pelo assessor da SERES, Rubens de Oliveira Martins, e também pela coordenadora geral de autorização e reconhecimento de cursos de educação superior, Simone de Almeida. “Os diretores da faculdade pediram a contribuição do mandato junto ao MEC para agilizar o processo de autorização e reconhecimento do curso de pedagogia, por isso realizamos esta reunião no MEC”, reforçou Assis do Couto.

O ministério informou que, há pouco tempo, houve algumas modificações, pelo Conselho Nacional de Educação para os casos de licenciatura, e nesta mudança o processo de credenciamento do curso da Faculdade Iguaçu, que estava no Instituto Nacional Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) retornou para a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior sem uma avaliação.

Dentro deste contexto, o assessor e a coordenadora se comprometeram em finalizar o processo na SERES em um prazo de 10 dias. Em seguida, o processo será encaminhado ao INEP para ser agendada uma visita à faculdade, em Capanema.

“A região Sudoeste teve uma grande evolução no que tange a educação superior nos últimos 10 ou 12 anos. E essa evolução não pode parar. Por isso, o mandato vai continuar acompanhando a tramitação deste pedido da Faculdade Iguaçu com o objetivo de dar agilidade ao processo no INEP”, disse o deputado Assis.