No final da tarde de sexta-feira (04), o deputado federal Assis do Couto entregou aos diretores dos campi da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) o ofício que garante uma emenda individual de R$ 642.143,00 para ajudar no custeio do projeto de implantação da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) no Sudoeste do Paraná. A reunião aconteceu no escritório do mandato do deputado Assis do Couto, localizado na Avenida Júlio Assis Cavalheiro, em frente à Praça da Igreja Matriz, em Francisco Beltrão.

Participaram da reunião os diretores das UTFPR de Dois Vizinhos, Pato Branco, e Francisco Beltrão, respectivamente: Almir Antônio Gnoatto, Idemir Citadin e Alexandre Alfaro. Também compareceram o deputado estadual, Nelson Luersen, o presidente da Unicafes (União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), Luiz Possamai, e lideranças de Francisco Beltrão, como Jocemar Madruga e Ademir Pazzetti.

“Nós tentamos por várias vezes indicar emendas de bancada para viabilizar este projeto. Não conseguimos o empenho de nenhuma dessas emendas coletivas. Então, eu resolvi fazer a minha parte. Indiquei R$ 1 milhão para a implantação da Embrapa aqui no Sudoeste. No entanto, essa emenda sofreu um corte pelo governo federal e o valor baixou para pouco mais de R$ 600 mil”, explicou o deputado Assis do Couto. “Mas essa verba é individual, impositiva, e descontigenciada. Ou seja: o dinheiro é garantido”, acrescentou.

Assis do corou reunido com diretores da UTFPR e lideranças regionais. Foto: Assessoria
  • Compartilhe no Facebook

Assis do corou reunido com diretores da UTFPR e lideranças regionais. Foto: Assessoria

Durante a reunião, o diretor do campus da UTFPR de Francisco Beltrão, Alexandre Alfaro, discorreu sobre o processo de implantação da Embrapa em parceria com a UTFPR. “No final do ano passado, tivemos a visita de diretores da Embrapa e a promessa de que os técnicos chegariam para trabalhar entre março e abril deste ano. Serão dois pesquisadores trabalhando conosco”, disse. Alfaro também comentou sobre possíveis maneiras de utilizar o recurso do indicado pelo deputado: “Nós temos que adequar a estrutura da UTFPR para este pessoal trabalhar, talvez adquirir veículos, e também vamos lançar editais de auxílio para pesquisadores da região Sudoeste”, completou.

Almir, da UTFPR de Dois Vizinhos, deu destaque para importante trabalho de transferência de tecnologia que farão os pesquisadores da Embrapa aqui no Sudoeste: “Eles vão fazer a ponte, a ligação, entre as pesquisas realizadas por nossos professores aqui da região e as outras 47 unidades especializadas da Embrapa distribuídas em todo o território nacional”.

Idemir Citadin, de Pato Branco, comentou sobre a necessidade de iniciar o projeto já com um olho no futuro. “Nós temos professores e pesquisadores excelentes nas três UTFPR, que antes não tinham essa relação com a Embrapa. Então, isso vai ser ótimo. Contudo, precisamos avançar nas conversas para melhorar a estrutura dos campi”, disse. Ele destacou também que este é o primeiro ato concreto de investimento de recursos na unidade mista de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Para o deputado Assis do Couto, a liberação do recurso para a UTFPR será rápida. “Com a execução direta, através da Universidade, é mais fácil. Tenho certeza que o recurso será bem utilizado e faremos o possível para que, em outros anos, a gente consiga indicar mais um recurso e dar continuidade ao projeto. Também é importante que outros parlamentares indiquem recurso de emendas individual. Para o projeto funcionar, ele precisa ganhar força”, concluiu.