Foi lançado na última terça-feira (08) no auditório da ACIPA – Associação Comercial e Empresarial, o Movimento Palmas Desenvolvida, que reúne representantes de vários segmentos  da sociedade local; poder público – Executivo e Legislativo e voluntários. O objetivo é desencadear processos permanentes de debate, planejamento e ações de curto, médio e longo prazos tendo em vista o crescimento econômico e desenvolvimento social do município.

Dentre as propostas que foram formatadas pelo grupo, está a união de todas as ideias e forças organizadas; a não vinculação partidária dos membros; e uma ação baseada no desenvolvimento sustentável, geração de emprego e renda, sem espírito de concorrência com iniciativas que já estão ou vierem a ser colocadas em prática com os mesmos objetivos.

Um dos articuladores do Movimento, Ademilson Mensor, diretor da Rede Bom Jesus de Comunicação, contou que iniciativa surgiu a partir da preocupação de um grupo de sete empresários em relação ao futuro do município e que culminou coma formação do grupo atual. “A gente quer discutir, transformar o diálogo em projetos e viabilizar a execução destes”, afirmou Mensor.

Durante a apresentação das propostas do Movimento ficou destacado que a partir da união da comunidade e suas lideranças, transcendendo o partidarismo ou interesses exclusivos de grupos é possível pensar, planejar e construir o desenvolvimento do município, possibilitando ao conjunto da população melhor qualidade de vida.

O prefeito, Hilário Andraschko avaliou  que o Movimento é um fator extremamente necessário e positivo para o município. “Vamos juntos investir em Palmas”, entusiasmou-se o chefe do executivo.

O diretor de Indústria e Comércio, César Pacheco Batista, salientou que há algum tempo vem buscando junto a organismos do governo do estado algumas ações nesse sentido e que agora se tornarão viáveis com a soma de esforços desencadeado. “Gostei muito da iniciativa, quero participar e vou participar. Agora as decisões não serão tomadas somente pelos gestores, mas a partir de discussões com todos os membros do Movimento”, sustentou o diretor.

O empresário, Jerry Adriano Marini, considerou que já era hora de se pensar numa ação conjunta em favor do município. “Havia um sentimento da necessidade de lutar por Palmas. Estou disposto a colaborar porque percebo que essa vontade é compartilhada por todos”, disse Marini.

O gerente regional do SEBRAE, Joanilson Agostinho, relatou que ficou surpreso com a motivação existente para o desenvolvimento de programas e projetos de Desenvolvimento para Palmas. “É fundamental que o município aos seus 135 anos possa repensar os modelos que foram fundamentais até aqui e se desafiar a instituir novos modelos com vistas ao futuro”, completou.

 A ação foi proveitosa e oportuna. A manifestação é do empresário do setor industrial e agropecuário, Kiko Pagliosa. “Estou entusiasmado em poder próximos dias iniciar efetivamente os trabalhos” disse.

O empresário, Daniel Langaro, fez questão de lembrar que a motivação para uma discussão mais ampla teve início nos estúdios da Rádio Club AM quando foram realizados debates tendo como pauta principal o futuro de Palmas. “O que percebo é que as respostas ao movimento e as contribuições que estão surgindo estão sendo decisivas para o início dos trabalhos no próximo dia 15 de abril, exatamente um dia após Palmas completar 135 anos”, enfatizou Langaro.