Uma denúncia recebida pelo Conselho Tutelar de Francisco Beltrão nesta sexta-feira (15) resultou na detenção, pela Polícia Civil, de um casal acusado por favorecimento a prostituição. Os detidos seriam o dono e a gerente de uma boate localizada na PR 483, próximo a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão.

A denúncia recebida apontava o casal como agenciador de garotas para encontros amorosos na cidade. As garotas foram encontradas pela polícia num apartamento no Bairro Cristo Rei, locado pelo proprietário da boate. Entre as garotas, foram encontradas duas adolescentes de 15 e 17 anos, respectivamente.

Na delegacia, o proprietário e a gerente da boate contaram que não sabiam que as duas eram menores, pois tinham apresentado documentos falsos quando procuraram trabalho na casa. As mulheres foram ouvidas e liberadas. O casal foi autuado pelo crime de favorecimento a prostituição, conforme prevê o artigo 217 – B, do Código Penal Brasileiro.

Uma versão contada pelo dono da boate foi confirmada também pelas garotas. Segundo eles, os programas não eram feitos no local. As meninas eram contratas e levadas pelos clientes a motéis. A Polícia Civil deve averiguar melhor a situação.