Uma espingarda calibre 32 Rossi numeração ilegível, desmuniciada foi aprendida pela equipe da Patrulha Rural da 2ª Cia da Polícia Militar no final da tarde desta segunda-feira (07) no interior de Palmas, sul do Paraná.

O fato foi registrado após denuncias da comunidade que nas proximidades do viveiro municipal, foram ouvidos disparos de arma de fogo e que frequentemente um morador próximo ao viveiro é visto caçando.

Diante da denuncia os policiais se deslocaram até a residência do denunciado e lá encontraram além da arma de fogo, munições, cachorros usados para a prática da caça e no galpão que fica nos fundos dois couros de quati estaqueados para secar.

No interior da casa foram encontrados artefatos para recargas como chumbo, pólvora, espoleta, vela, tirador de espoleta e localizado três pitos usados para caçar tatu.

O proprietário denunciado não foi localizado, somente sua esposa que acompanhou os policiais em toda a ação. Após a confecção do boletim a arma e os objetos apreendidos foram encaminhados à delegacia.