Há poucos dias para o encerramento da primeira etapa da campanha  de vacinação contra a Febre Aftosa, apenas 15% do rebanho foi cadastrado como vacinado em Palmas, sul do Paraná. A projeção é da unidade local da Agência de Defesa Agropecuária do Estado Paraná (ADAPAR).

Conforme Felipe Dangui, é possível que muitos proprietários já realizaram vacina, no entanto, ainda não informaram os dados para que ocorra o lançamento no sistema de monitoramento. Lembrou que a vacinação de bovinos e bubalinos até 24 meses, bem como a respectiva comprovação junto a Adapar ou pela página da ADAPAR na internet (www.adapar.pr.gov.br), poderá ser feita somente até o dia 31 de maio. Na etapa de novembro todos os animais existentes nas propriedades deverão ser vacinados, inclusive os bezerros com poucos dias de vida.

A não vacinação ou não comprovação implica em multa mínima de 10 UPF (Unidade Padrão Fiscal do Paraná), cujo valor em maio/2016 é de R$ 91,96, variando todo mês, podendo ser maior para rebanhos com mais de 10 cabeças. Além disso, os proprietários não poder transportar seus animais para qualquer finalidade.