A psicóloga Dilma Schirr, apresenta todas as quintas o quadro de orientação “Conhece-te a Ti Mesmo”, na rádio Onda Sul FM. O pedido de orientação desta semana é de uma mulher que se divorciou recentemente e ficou com os dois filhos. O menino de 13 anos está envolvido com drogas e ela não sabe lidar com essa situação.

Dilma Schirr inicia comentando esse caso em específico. “É um menino na pré-adolescência, está iniciando um processo de transformação, buscando uma identidade, está em uma fase de muita vulnerabilidade e de grande sofrimento”. Ela alerta que o menino está em meio a uma desorganização familiar motivada pela separação dos pais. “Ele está em conflito com todo esse processo de desgaste e desorganização da família, nesse momento ele busca amigos, se envolve com um grupo, se afasta da família, da escola, e passa a fazer parte de um grupo que não seria o indicado para ele procurar”, explica.

A psicóloga comenta que as consequências físicas e psicológicas para esse menino irão depender de quantas vezes ele fez uso das substâncias. “Quantas experiências ele teve? Qual a quantidade que usou, quantas vezes modificou o sistema, os órgãos do sentido? ”, questiona, afirmando ainda que as consequências podem ser mais graves a longo prazo. “Ele está buscando as drogas como ‘refúgio’, mas está fazendo isso muito precocemente e as consequências podem ser muito graves em outra idade”, concluiu.

Dilma aconselha a mãe do menino a procurar ajuda de um profissional. “Precisamos entender, compreender, dialogar com esse menino para ver o que está passando na cabeça dele, caso contrário, certamente ele vai para esse mundo da fuga, da ilusão e da magia e muito provavelmente será um candidato futuro a usar outros tipos de entorpecentes”, concluiu.

Confira a entrevista na íntegra:

http://radioondasul.com.br/quadros/2016/07/14/droga-aos-13-anos-como-a-familia-deve-agir/