A Sociedade Rural de Francisco Beltrão completa hoje, 31 de março, 22 anos de história. Em 1992 foi fundada a entidade que representa os produtores de bovinos de corte, leite, de cavalos, ovinos, caprinos, suinocultores e agricultores de forma geral. O objetivo sempre foi agregar as pessoas envolvidas com o agronegócio, resumiu Alberi Agnoletto, atual presidente.

Desde a criação, a Sociedade Rural busca divulgar a qualidade da produção agrícola e de raças de Francisco Beltrão para todo o Brasil. Haja visto o que aconteceu em 2014, quando durante a 26ª Expobel foi realizado o maior leilão da história do Sudoeste com o maior volume de negócios, transmitido ao vivo para todo o Brasil através do Sistema Brasileiro do Agronegócio.

 Outra conquista foi o novo Recinto de Leilões Miniguaçu que com muito empenho e determinação dos políticos e membros da entidade foi possível tirar do papel um grande sonho.

Durante a cerimônia de inauguração os ex-prefeitos foram lembrados, assim como a atual administração. Alberi Agnoletto, atual presidente fez questão de homenagear os ex-presidentes da sociedade rural: Raul Cavichon, Ari Buzetti, Moacir Camargo, Vlademir Teixeira da Luz(in memorian), Hermes Zanchet, Gervásio Krammer, Rudemar Toffoli e Roberto Oliveira Santos.

Agora, são pleiteados junto ao governo Federal, através dos representates da região, o complemento do projeto que contempla uma arena de rodeios e a cobertura das mangueiras. Para o próximo mês, deve acontecer a eleição da nova diretoria da Sociedade Rural de Francisco Beltrão.