A estação mais quente do ano está chegando e a procura por lugares para o lazer se intensifica. Uma ótima notícia para a região sudoeste foi divulgada com exclusividade pela rádio Onda Sul FM na manhã desta quinta-feira (17); a reabertura do Anila Thermas.

Após quase 6 anos as atividades serão retomadas e os investimentos na reforma giram em torno de um milhão de reais. Cleonice Schuck diretora do Anila Thermas, contou durante a entrevista que toda parte burocrática já está pronta: “Adquirimos o direito de utilização do poço e a parte burocrática a nível nacional já está toda acertada. Todas as análises necessárias foram realizadas”.

A reinauguração estava prevista ainda para o mês de dezembro, mas as fortes chuvas que atingiram a região nos últimos meses, prejudicaram os trabalhos que estavam sendo realizados no local. “Estamos trabalhando bastante. Desde que tivemos a aprovação dessa parte burocrática, a licença no DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), reativamos as obras na esperança de abrir até o final de ano, mas com o excesso de chuvas as obras atrasaram, pois o processo de recuperação teve de ser interrompido. Ainda não tem dia definido para a reabertura, mas durante o mês de janeiro a população terá a divulgação da data”, contou Cleonice.

O Anila Thermas é referência por oferecer uma infraestrutura de 100 mil m² e também por ser a segunda água mais quente do país, já que poucos Thermas têm o privilégio de ter a água a uma temperatura de 38° podendo atingir até 50°.

A diretora explica: “Quanto mais a água é bombeada, utilizada, mais alta a temperatura, podendo chegar a 50°, é uma água quase própria para fazer chimarrão, para se ter uma ideia. Poucas pessoas conseguem suportar esse calor, aí acabamos dosando com um pouco de água fria para poder ser utilizada água fresca no mesmo dia”.

Em 2006, o Anila passou por um grande investimento de construção. Agora em 2015 a necessidade de ampliação estrutural foi menor para colocar a a disposição da população: “Além da estrutura das piscinas, fizemos a recuperação completa dos tobogãs. A estrutura do hotel vai estar funcionando perfeitamente (chalés, apartamentos, restaurante para eventos, festas, confraternizações), contando com a parcerias de empresários Beltronenses. Assim, a região terá à disposição um pedacinho do paraíso para usufruir”, informou Cleonice.

A direção diz ter um carinho enorme por Francisco Beltrão e região, ressaltando que um espaço como esse, que conta com essa água e essa natureza exuberante, não pode passar despercebido: “Fizemos tudo com muito amor e carinho, gostamos muito da região e trabalhamos constantemente pela qualidade, pelo bom atendimento, investindo sempre no Paraná”.

Em clima de contagem regressiva para a confirmação da reabertura do Anila Thermas em Francisco Beltrão, a região aguarda ansiosa para desfrutar de uma grande estrutura de lazer e dos benefícios que o mesmo trará para a economia da cidade.

Confira a entrevista na íntegra: