De um lado, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anuncia um desconto de 11,8% nas contas de energia dos paranaenses no mês de abril, do outro, divulga a cobrança extra de R$ 3,00 a cada 100 quiloWatts-hora (kWh) com o acionamento da bandeira tarifária de cor vermelha. Os anúncios ocorreram na última semana de março.

No dia 28, a agência informou que os clientes da Copel (Companhia Paranaense de Energia) terão o desconto nas suas faturas, como devolução de cobrança de energia da usina Angra 3, localizada no Rio de Janeiro.

Em 2016, a Aneel cobrou indevidamente dos consumidores pela energia que deveria ser gerada pela usina, que não entrou em operação. O desconto vale para todo o país. Cerca de 90 distribuidoras de energia oferecerão o desconto, proporcional ao que foi cobrado a mais em sua área de concessão.

No entanto, no dia 31, a agência anunciou que a bandeira tarifária de abril será vermelha, o que implica em uma cobrança extra de R$ 3 a cada 100 quiloWatts-hora (kWh) consumidos.

No mês de março, vigorou a bandeira amarela (cobrança extra de R$ 2 para cada 100 kWh consumidos). Em fevereiro, ela estava na cor verde (sem cobrança extra).

A evolução das cores da bandeira tarifária indica que o custo de produção de energia no país aumentou nos últimos meses. Isso está relacionado com a chuva abaixo do previsto, o que acaba reduzindo o armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas ou fazendo com que esse armazenamento suba menos que o esperado.