Na manhã desta segunda-feira, 17, o vereador Alfonso Bruzamarello, PTB, e o prefeito em exercício, Eduardo Scirea, PT, foram recepcionados por lideranças, dirigentes de entidades, moradores, professores e estudantes dos bairros Industrial e São Cristóvão. O objetivo foi conversar sobre projetos e obras em execução e que serão executados naquela região. São reivindicações da comunidade, encaminhadas ao executivo através do vereador Alfonso.

A primeira atividade foi no Lago Boa Vista, que precisa ser finalizado. Os moradores querem que, de imediato, seja feita uma completa limpeza e que a conclusão aconteça o mais breve possível. O local será contemplado com pista de caminhada, playground, academia da terceira idade e amplo estacionamento. Outro pedido importante é a canalização da avenida Antonio de Paiva Cantelmo, no trecho da rua Apuracara até o Rio Lonquedor, para acabar com os problemas de alagamentos em períodos de chuvas constantes.

O projeto prevê a colocação de tubos, alargamento da rua e uma completa revitalização. O vereador Alfonso já viabilizou os tubos junto ao Governo do Estado. A previsão de investimentos é de R$ 3 milhões. Alfonso e Scirea também estiveram no local onde será construído o prédio próprio da Escola Municipal São Cristovão. O projeto terá recursos federais, já aprovados. A licitação será feita neste semestre para que a obra se inicie no segundo semestre.

Naquela região também serão construídos dois novos postos de saúde, denominados de Estratégia de Saúde da Família, ESF. Os recursos, já viabilizados, são do Governo Federal. Serão implantados nos bairros Industrial e São Cristovão, no loteamento Sul, com o objetivo de garantir mais profissionais para atendimento, ampliação das especialidades e prioridade em atender os moradores daquela região. A construção da capela mortuária também é outra prioridade.

Em 2012, um total de 21 entidades assinaram um documento com esta reivindicação. Já está decidido que haverá uma parceria da administração municipal e a comunidade para a edificação. O local onde a capela será construída ainda está em discussão.