A Assembleia Legislativa (Alep) aprovou, esta semana, requerimento do deputado Nereu Moura, líder do PMDB, para envio de votos de louvor e congratulações ao jornalista fotógrafo Ricardo Rossi, natural de Chopinzinho, no Sudoeste do Paraná. A homenagem, estendida à Ocepar, é um reconhecimento pela seleção de duas imagens produzidas por Ricardo, para integrar a mostra “Cooperativas: o poder de agir para um futuro sustentável”.

A mostra, com imagens do cooperativismo do Paraná, está na Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, nos Estados Unidos. A exposição, que fica aberta para visitação até esta quarta-feira (20 de julho), reúne dez imagens que retratam experiências bem-sucedidas de cooperação em várias regiões do mundo.

Em uma das fotos premiadas, produtor Olavo Aparecido Luciano apresenta estrutura usada para secar sementes de maracujá vendidas à indústria de cosméticos Foto: Ricardo Rossi/Ocepar
  • Compartilhe no Facebook

Em uma das fotos premiadas, produtor Olavo Aparecido Luciano apresenta estrutura usada para secar sementes de maracujá vendidas à indústria de cosméticos
Foto: Ricardo Rossi/Ocepar

“A presença de imagens do cooperativismo do Paraná na exposição da ONU é uma oportunidade de dar visibilidade internacional ao trabalho das cooperativas do estado”, afirma Nereu Moura. Além do Brasil, a mostra apresenta fotografias produzidas por mais sete países: Etiópia, Nigéria, Paquistão, Ruanda, Timor-Leste, Faixa de Gaza e Reino Unido.

As imagens produzidas por Ricardo Rossi, que atua na equipe de Comunicação do Sistema Ocepar, retratam produtores de frutas, cooperados da Coaprocoar (Cooperativa Agroindustrial de Produtores de Corumbataí do Sul e Região). Além da exposição, as fotografias do único representante brasileiro na mostra, foram publicadas num catálogo, enviado a todos os representantes dos países membros da ONU.

A Coaprocoar foi tema de reportagem da edição 109 da Revista Paraná Cooperativo, de julho de 2014, que relatou os resultados que fruticultores estão obtendo por meio do trabalho cooperativo. Os agricultores Olavo Aparecido e João Batista Campos são retratados em suas atividades nas lavouras de maracujá e na secagem de sementes da fruta.