O município de Palmas contratou novos estudos de viabilidade técnica e econômica para a implantação do Estacionamento Rotativo nas vias públicas do perímetro urbano. É o segundo estudo contrato com este fim. A falta de normatização do sistema  está ocasionando a falta de vagas estacionamento de veículos em praticamente todas as vias do anel viário central gerando intensas e constantes reclamações de usuários.

12511306_1547003102277526_2047964692_o
  • Compartilhe no Facebook

Rua Bispo Dom Carlos

Para a realização do trabalho foi contratada, ao valor de R$ 13 mil, a empresa Paranasul Projetos e Execuções, com sede em União da Vitória, conforme publicação no Diário Oficial do Município(DIOEMS) nesta quinta-feira(14).Previsto na Lei de Municipalização do Trânsito, aprovada em 2010,  a implantação do Estar( Zonal Azul) foi aprovada em abril de 2015 e alterada pelo Poder Legislativo em novembro passado.

Em abril deste ano o procedimento de concessão do serviço foi suspenso  antes da abertura das propostas. Na época a explicação dada pelo Departamento de Administração da Prefeitura foi de que o cancelamento do certame foi necessário para adequações dos modelos de gestão e controle financeiro do ESTAR. Dentre as problemáticas constatadas no Edital de concessão é de que, caso fosse implantado, o poder público teria o controle e fiscalização de apenas 30% dinheiro gerado pelo Estar, ficando o restante coma empresa concessionada. No entendimento da Administração é o município que deve ter o controle da arrecadação e fiscalização do sistema.

Conforme informações do setor competente, somente após a conclusão do novo estudo é que poderá ser lançado novo edital de concessão para a implantação, administração, manutenção, operação e gerenciamento das áreas destinadas ao estacionamento pago, bem como a implantação e manutenção da sinalização das vias atingidas. A previsão é de que isso só deva ocorrer no próximo ano, levando-se em conta o prazo necessário para os procedimentos legais.