Por Evandro Artuzi
O agricultor Edgar Kirchheim, 65 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (17/09), após ser atingido por um raio. O fato foi registrado próximo à residência da vítima, na comunidade de linha Vila Progresso, interior de Pérola DOeste.

Chovia na hora do incidente e Edgar foi atingido pela descarga elétrica ao passar próximo de uma árvore. A vítima carregava um cesto de metal com pasto para os animais. Ele teve o corpo parcialmente carbonizado e morreu na hora.

O corpo do agricultor foi encaminhado ao IML de Francisco Beltrão, necropsiado e liberado a família nesta segunda-feira (17/09), à tarde.

 

O QUE SÃO OS RAIOS? COMO E POR QUE OCORREM OS RAIOS?
A descarga atmosférica, popularmente conhecida como raio, é um fenômeno natural que ocorre em todas as regiões da terra. Na região tropical do planeta, onde está localizado o Brasil, os raios ocorrem geralmente junto com as chuvas.


O QUE É?

O raio é um tipo de eletricidade natural e quando ocorre uma descarga atmosférica temos um fenômeno de rara beleza, apesar dos perigos e acidentes que o mesmo pode provocar.
Os raios ocorrem porque as nuvens se carregam eletricamente. É como se tivéssemos uma grande bateria com um pólo ligado na nuvem e outro pólo ligado na terra.
Se ligarmos um fio entre a nuvem e a terra daremos um curto-circuito na bateria e passará uma grande corrente elétrica pelo fio. O raio é este fio que liga a nuvem à terra. Em condições normais, o ar é um bom isolante de eletricidade. Quando temos uma nuvem carregada, o ar entre a nuvem e a terra começa a conduzir eletricidade porque a voltagem existente entre a nuvem e a terra é muito alta: vários milhões de volts.
O raio provoca o curto-circuito da nuvem para a terra e pelo caminho formado pelo raio passa uma corrente elétrica de milhares de ampéres. Um raio fraco tem corrente de cerca de 2.000 A, um raio médio de 30.000 A e os raios mais fortes tem correntes de mais de 100.000 A (um chuveiro tem corrente de 30 A).
Os raios podem sair da nuvem para a terra, da terra para a nuvem ou então sair da nuvem e da terra e se encontrar no meio do caminho.

FREQUÊNCIA:
No mundo todo ocorrem cerca de 360.000 raios por hora (100 raios por segundo).
O Brasil é um dos países onde caem mais raios. No estado de Minas Gerais, onde foram feitas medições precisas do número de raios que caem na terra, temos perto de 8 raios por quilômetro quadrado por ano.
Muitos raios ocorrem dentro das nuvens. Geralmente este tipo de raio não oferece perigo para quem está na terra, no entanto ele cria perigo para os aviões.
Os raios caem nos pontos mais altos porque eles sempres procuram achar o menor caminho entre a nuvem e a terra. Árvores altas, torres, antenas de televisão, torres de igreja e edifícios são pontos preferidos pelas descargas atmosféricas.


OS RAIOS SÃO PERIGOSOS?

Os raios trazem uma série de riscos para as pessoas, animais, equipamentos e instalações.
Mesmo antes de um raio cair já existe perigo. Antes de cair um raio, as nuvens estão carregadas de eletricidade e, se por baixo da nuvem tivermos, por exemplo, uma cerca muito comprida, os fios da cerca também ficarão carregados com eletricidade. Se uma pessoa ou animal tocar na cerca irá tomar um choque elétrico, que em alguns casos poderá ser fatal.
O choque elétrico ocorre quando uma corrente elétrica circula pelo corpo de uma pessoa ou animal. Dependendo da intensidade da corrente e do tempo em que a mesma circula pelo corpo, poderão ocorrer consequências diversas: formigamento, dor, contrações violentas, queimaduras e morte. Se um raio cair diretamente sobre uma pessoa ou animal, a possibilidade de morte é alta.
Na maioria dos casos as pessoas não são atingidas diretamente. Quando um raio atinge uma cerca ou uma edificação provoca uma circulação de corrente pelas partes metálicas da instalação atingida.
No caso da cerca, os arames conduzirão parte da corrente do raio e ficarão eletrificados. No caso de uma casa, os canos metálicos de água, os fios da instalação elétrica e as ferragens das lajes e colunas irão conduzir parte da corrente do raio. Uma pessoa ou animal que esteja em contato ou até mesmo perto destas partes metálicas poderá tomar um choque violento.


DANOS MATERIAIS:

Os equipamentos elétricos e telefônicos sofrem muito com os raios. Estes equipamentos são projetados para trabalhar com uma voltagem específica. Quando um raio cai perto ou sobre as redes telefônicas, redes elétricas e antenas, ele provoca o aparecimento de voltagens elevadas nos equipamentos, muito acima do valor para o qual eles foram projetados e geralmente ocorre sua queima.
Os raios podem provocar danos mecânicos, como por exemplo derrubar árvores ou até mesmo arrancar tijolos e telhas de uma casa.
Um dos grandes perigos que os raios criam são os incêncios. Muitos incêndios em florestas são provocados por raios. No caso de silos e depósitos de material inflamável, a queda de uma raio pode provocar consequências catastróficas.

LENDAS E MITOS:
Muitas supertições e lendas existem sobre raios. Algumas tem fundamento e outras não.
* Um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar: isto não é verdade. As estruturas elevadas, por exemplo, são atingidas várias vezes por raios.
* É perigoso segurar objetos metálicos durante as tempestades: sim e não. Segurar objetos pequenos, como uma tesoura ou alicate, não provoca risco. Entretanto, carregar um objeto metálico, ou até mesmo um ancinho ou outra ferramenta metálica em um local descampado pode oferecer riscos.
* Devemos cobrir os espelhos durante as tempestades, pois eles atraem os raios: isto não é verdade. Até hoje não foi demonstrada nenhuma relação entre os espelhos e os raios.

PERGUNTAS E RESPOSTAS:
* É perigoso tomar banho em chuveiros elétricos durante as tempestades? Sim. O chuveiro elétrico está ligado à rede elétrica que alimenta a residência e se um raio cair próximo ou sobre a mesma a pessoa que está tomando banho pode tomar um choque elétrico.
* Não devemos operar aparelhos elétricos e telefônicos durante as tempestades? Não, pelo mesmo motivo apresentado no caso de tomar banho. Os aparelhos elétricos e telefônicos estão ligados a fios, que podem ter suas voltagens elevadas quando há queda de um raio sobre ou perto das redes telefônicas e elétricas, ou mesmo no caso de um raio que caia sobre a casa.
* É possível se proteger contra os raios? Sim. A adoção de medidas de segurança pessoal minimiza bastante os perigos provocados pelos raios. A maior parte dos acidentes ocorre com pessoas que estão em locais descampados. Raramente temos acidentes com pessoas dentro de edificações.
* É possível proteger equipamentos elétricos e telefônicos contra raios? Sim. Existem protetores especiais que devem ser instalados nas tomadas e nos telefones. Em dias de tempestade é aconselhável desligar os equipamentos das tomadas.
* É possível proteger casas e edificações contra raios? Sim. A norma brasileira NBR 5419 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas – Jun/93, estabelece os critérios e procedimentos para a instalação de pára-raios em casas e edificações.
* O que é “raio-bola”? É um tipo de raio muito raro. Ele tem o formato de uma bola de fogo, que fica flutuando no ar e algumas vezes ele explode, podendo provocar queimaduras em animais e pessoas próximas.
* Caem mais raios em locais rochosos? Não existe evidência científica de que o tipo de terreno influencie no número de raios que caem. O que sabemos é que em locais elevados caem mais raios de que em locais mais baixos.

DICAS DE PROTEÇÃO DURANTE UMA TEMPESTADE:
* Evite ficar em locais descampados e descobertos;
* As casas, edifícios, galpões, carros, ônibus e trens são locais seguros;
* Dentro de uma edificação, procure ficar afastado (no mínimo um metro) de paredes, janelas, aparelhos elétricos e telefônicos;
* Evite tomar banho em chuveiro elétrico e operar aparelhos elétricos e telefônicos;
* Ficar em baixo de uma árvore alta e isolada é muito perigoso, no entanto procura abrigo dentro de uma mata fechada é seguro;
* Se estiver em local descampado, não carregue objetos longos, tais como guarda-chuva, vara de pescar, enxada, etc;
* Não entre dentro de rios, piscinas, lagoas e mar;
* Não opere trator ou qualquer máquina agrícola que não tenha cabine metálica fechada;
* Evite ficar perto de cercas e estruturas elevadas (torre, caixa dágua suspensa, árvore alta, etc.);

Fonte: http://www.presenteparahomem.com.br