Por Evandro Artuzi

Um golpe aplicado na noite da última quinta-feira (05/04), no interior de Perola D´Oeste, resultou em um prejuízo de R$ 241.800,00 (duzentos e quarenta e um mil e oitocentos reais) ao agricultor Iranil Celestino Parolin.

 

Ele foi vítima do famoso golpe da fabricação de dinheiro. A diferença desse golpe para os demais aplicados, é que não existia máquina para a fabricação, apenas produtos químicos que deveriam ser aspergidos em pedaços de papel para a confecção de cédulas.

 

O golpe foi aplicado por três homens que visitaram o agricultor, um deles conhecido da vítima, identificado como “Toco”.

 

Num primeiro momento o agricultor não demonstrou interesse, mas em seguida reuniu o dinheiro que tinha disponível, a maior parte emprestado de amigos e vizinhos, e entregou ao trio.

 

O método para multiplicar o dinheiro seria colocar o valor envolto em um pano com um produto químico até o outro dia. Ao verificar na manhã seguinte, Iranil encontrou somente papéis em branco.

 

Durante entrevista ao repórter Laércio Reinher, da Rádio Clube de Realeza, a vítima contou que os produtos químicos causaram sonolência e nesse momento os golpistas se apossaram de seu dinheiro. Ele conta que percebeu a falta do dinheiro no dia seguinte, quando procurou a polícia.

 

Com base nas informações, a Polícia Civil realizou diligências com intuito de encontrar os golpistas, mas ninguém foi localizado. O delgado Douglas Possebon e Freitas, que cuida do caso, afirma que a polícia tenta chegar ao trio.

 

A ganância, segundo ele, teria motivado toda a situação. Possebon pede que a população fique atenta e tenha muito cuidado ao receber pessoas estranhas.

OUÇA