O decreto entra hoje (14) e seus efeitos tem vigência até meados de fevereiro do próximo ano, seguindo orientações da Associação dos Municípios do Sudoeste do PR(AMSOP) para enfrentamento a considerada crise financeira das prefeituras.

O expediente até 12 de fevereiro ocorrerá das 13h00 às 19h00, sendo que o Setor de Licitações, em algumas datas, deverá cumprir expediente entre 08h00 e 17h30. Ficam excluídos das novas regras os serviços de caráter essencial, tais como, os prestados pela Unidade de Acolhimento de Palmas – UAP; Centro da Juventude e Centros Municipais de Educação Infantil- CMEIS, através de polos, que devem funcionar normalmente durante o período.

Conforme o prefeito, Hilário Andraschko, neste período 90% dos servidores irão gozar férias e a atual situação econômica em que se encontra o país, bem como, recomendações pela entidade representativa do município levaram a administração a tomar esta medida.