Foram presos essa semana pela Polícia Civil de Capanema, no sudoeste do Estado, os dois homens acusados de matar a tijoladas e depois atear fogo no corpo de Paulo Roberto Vera de Matos, 32 anos. O crime ocorreu no dia 04 de fevereiro de 2015.

Os acusados, Charles Abel Lopes, 22 anos, e Davi Byk, 22 anos, tiveram a prisão preventiva decretada pela justiça da comarca de Capanema e permanecem recolhidos junto ao setor de carceragem temporária da delegacia local. Além de matar e atear fogo no corpo, os dois ainda cortaram o dedo polegar da mão direita da vítima.

Segundo o delegado Douglas Possebon e Freitas, os três trabalham junto há tempos e se desentenderam por estar embriagados. Paulo foi atingido por tijolos, depois arrastado cerca de 12 metros e teve o corpo queimado.