Uma equipe da Rotam do 3º Batalhão de Pato Branco, que prestava apoio operacional em Cascavel onde foram queimados carros e ônibus, apreendeu dois adolescentes, de 16 e 17 anos, e uma Pistola calibre ponto 40. Ambos estavam com um Golf e tentaram fugir de um bloqueio da polícia, mas acabaram detidos.

A arma foi jogada por um dos ocupantes do carro com intuito de livrar de qualquer tipo de acusação, mas a polícia conseguiu encontrar durante buscas próximo ao local onde ocorreu a abordagem. Os dois jovens são de Pato Branco e confessaram a autoria de um arrombamento em um posto de combustível e a participação no homicídio registrado no domingo, dia 27, em que foi vítima Douglas Dutra Dala Lasta, 20 anos, atingido por seis tiros na cabeça e no abdômen.

Revólver usado no homicídio em Pato Branco. Foto: Polícia MIlitar
  • Compartilhe no Facebook

Revólver usado no homicídio em Pato Branco. Foto: Polícia MIlitar

O adolescente de 16 anos revelou que a arma usada no homicídio estaria escondida em sua casa, no Bairro Novo Horizonte, em Pato Branco. Com autorização, policiais do Serviço Reservado e da Rotam fizeram uma busca no local e encontraram um revólver calibre 38 e um rádio comunicador sintonizado na frequência da PM. O adolescente alegou ter cometido o crime por que tinha sido ameaçado pela vítima.

O delegado adjunto da 5ª SDP (Subdivisão Policial), Alexander Meurer, disse que já foi solicitado o pedido de apreensão do adolescente acusado do homicídio, que seria ouvido e encaminhado ao Cense (Centro de Socioeducação). O internamento provisório no Cense é de 45 dias, mas dependendo da Justiça o adolescente deverá permanecer no local por cerca de três anos.

Fotos: CGN Cascavel/ Polícia Militar