O número de novos processos trabalhistas na Justiça do Trabalho em Palmas, sul do Paraná, teve um aumento de 30% em 2016. A Vara do Trabalho local recebeu 1.481 reclamações trabalhistas, contra 1.156 em 2015. O índice de solução dos processos chegou a 75%.

Conforme o Juiz, José Vinicius de Sousa Rocha, um dos fatores determinantes para a elevação das demandas foi aumento da crise econômica que fez com que mais trabalhadores despedidos procurassem a Justiça do Trabalho.

Explicou que do total de reclamações foi possível solucionar 1006 processos, que representaram um volume financeiro de R$ 2,7 milhões distribuídos aos trabalhadores. Outros R$ 93 mil foram gerados das custas processuais e encaminhados aos cofres públicos e, R$ 310 mil da arrecadação previdenciária.

Na avaliação do Juiz, apesar do corte de 90% em novos gastos e de 30% para manutenção da estrutura pelo governo federal, a Justiça do Trabalho em Palmas funcionou muito bem graças ao apoio e empenho dos servidores, empresários, trabalhadores e advogados.

A Vara do Trabalho, que recebe as reclamações trabalhistas de Palmas, Coronel Domingos Soares, Mangueirinha, Honório Serpa e Clevelândia, passará a atender em sua sede própria na Rua Capitão Paulo de Araújo, no Complexo Judiciário, a partir do dia 14 de março.