Um levantamento realizado no começo deste ano pelo Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que oito milhões de pessoas morrerão até 2030 em decorrência de doenças causadas pelo fumo. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão a população de países de baixa e média rendas. Estes números impressionantes, juntamente dos riscos causados pelo tabagismo e políticas públicas para a redução do consumo de tabaco, são alguns dos principais assuntos a serem abordados pelo Dia Mundial Sem Tabaco, que é celebrado todo dia 31 de maio.

(Foto Ilustrativa)
  • Compartilhe no Facebook

(Foto Ilustrativa)

Com o tema “Tabagismo – uma ameaça para o desenvolvimento”, o dia criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), procura incitar debates para demonstrar a amplitude da ameaça que a indústria do tabaco representa para o desenvolvimento sustentável de todos os países.

Neste dia 31, a OMS solicita que os países priorizem e acelerem esforços para o controle do tabagismo como parte de suas responsabilidades para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. O controle do tabagismo é visto como uma forma efetiva para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para reduzir em um terço as mortes prematuras causadas por doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs) globalmente até 2030, incluindo doenças cardiovasculares, câncer e doença pulmonar obstrutiva crônica.

(Foto Ilustrativa)
  • Compartilhe no Facebook

(Foto Ilustrativa)

Segundo uma pesquisa feita pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, atualmente, matando mais de cinco milhões de pessoas por ano, o tabagismo aumenta a possibilidade de se contrair um tipo de HPV que provoca a maior parte dos cânceres de garganta associados ao vírus. Um grande número de pessoas infectadas pelo HPV consegue combater a doença sem muitos problemas, mas em alguns casos, o vírus continua a atuar no organismo até causar doenças mais graves, como o câncer de colo do útero e tumores orais.

Outro câncer que possui origens no uso do tabaco, é o câncer de pulmão, pois a fumaça do cigarro possui mais de 5 mil substâncias químicas das quais cerca de 50 são cancerígenas. Somente 15 % dos fumantes terão câncer de pulmão, mas outras 57 doenças estão relacionadas com o hábito de fumar.