Por Larissa Mazaloti (16h23min)

 

Com faixas e cartazes estampados com o lema “Pelo avanço, contra o retrocesso”, segundo informações da página da APP Sindicato, cerca de três mil educadores e educadoras participaram da tradicional caminhada do 30 de agosto em Curitiba. A data ficou marcada em 1988 e não é de comemoração, mas sim como costumam chamar, “dia de luta e de luto dos professores e professoras” no Paraná.

 

Foi naquele 30 de agosto que a manifestação reivindicando piso salarial de três salários mínimos acabou em violência. Para evitar a aproximação dos manifestantes, policiais montados em cavalos foram autorizados pelo então governador Álvaro Dias, a avançar contra o grupo. É por isso que todos anos, centenas de pessoas ligadas à educação vão até Curitiba ou realizam eventos regionais, para refletir sobre a Educação no Paraná.

 

Uma das lideranças do setor educacional, membro da APP Sindicato, professor Valtenor Hang reconhece que muito já melhorou, mas que é preciso avançar nas ações de Educação Pública constantemente. No entanto, ele relata quais são as reivindicações atuais da classe.

 

O núcleo sindical da APP em Francisco Beltrão compreende 26 municípios. Três ônibus foram à Curitiba levando profissionais do sudoeste.

 

Saiba mais sobre a data em: APP Sindicato

OUÇA