No próximo dia 18 a 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, completará 33 anos de história no município de Palmas, sul do Paraná. Várias atividades serão desenvolvidas e envolverão a comunidade.

Inserida no processo de transformação do Exército Brasileiro, a 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada vem realizando experimentações e estudos doutrinários, com o objetivo de criar as condições necessárias para proporcionar um apoio eficaz à 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, Grande Unidade precursora da Infantaria Mecanizada.

HISTÓRICO DA 15ª CIA E CMB MEC

A 15ª Companhia de Engenharia de Combate, localizada na cidade de Palmas, no Sudoeste do Estado do Paraná, atualmente está subordinada à 15ª Brigada de Infantaria Motorizada, sediada na cidade de Cascavel.

Criada através da Portaria Ministerial N° 74-Res, de 18 de Agosto de 1982, a Soberana dos Campos de Palmas, assim chamada, por ser a única unidade de Engenharia da Força Terrestre na região, teve a sua instalação efetuada em 01 de janeiro de 1983, no quartel do extinto 2° Esquadrão Independente de Cavalaria, quando o Capitão de Engenharia Oswaldo de Jesus Ferreira o recebeu do Major Veterinário Roberto Alves Barreto.

Desde sua criação até março de 1985, a Companhia esteve subordinada ao 5° Batalhão de Engenharia de Combate, sediado na cidade de Porto União – SC, com a denominação de 15ª Companhia de Engenharia de Combate (Núcleo).

Em junho de 1983, inicia-se a construção dos 64.800 m2 do seu lago artificial, destinado a atender a instrução e ao adestramento de seus integrantes nos trabalhos de pontagem.

Em outubro de 1984, a Companhia deixa de ser núcleo e a partir de 01 de março de 1985, com a denominação de 15ª Companhia de Engenharia de Combate, passa a estar subordinada à 15ª Brigada de Infantaria Motorizada.

Ao longo de sua existência, a Soberana dos Campos de Palmas cumpriu diversas atividades no contexto da missão geral do Exército Brasileiro, valendo-se da grande colaboração do amigo Valdemar Blendlin, que deixou muita saudade à família militar Soberana, em 27 de julho de 1989.

Ao longo de sua existência, a Soberana dos Campos de Palmas cumpriu diversas atividades no contexto da missão geral do Exército Brasileiro (EB). Além das instruções normais relativas ao apoio da Engenharia às Unidades da Brigadas e as inerentes à garantia da lei e da ordem, cumpriu missões de cooperação com a Defesa Civil na cidade de Palmas e circunvizinhança, prestando socorro às vítimas de catástrofes naturais, o que contribuiu para sua aproximação com a comunidade civil.

Em 1996, a companhia iniciou sua participação em missões de paz enviado três militares para integrar a UNAVEM III, missão de paz da ONU em Angola, com duração de seis meses.

De 2008 a 2013, 20 militares da 15ª Cia E Cmb Mec participaram da missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, em diferentes contingentes. Atualmente, dois militares integram o 23º contingente e um encontra-se em fase de preparação para compor o 24º contingente, ainda este ano.

Desde agosto de 2011, participou de quatro edições da Operação Ághata. Com o efetivo de um pelotão, atuou em pontos estratégicos da fronteira terrestre brasileiro, principalmente na região de limite com o Paraguai e a Argentina, cumprindo missões de prevenção e repressão às ações de criminoso.

Durante a Copa do Mundo FIFA 2014, a Companhia atuou com um pelotão na cidade de foz do Iguaçu (PR), sede da seleção da Coreia. O efetivo foi empregado como tropa especializada em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear, utilizado equipamentos de última geração.

Durante os meses de dezembro de 2014 a março de 2015, 17 militares da 15ª Cia E Cmb Mec fizeram parte do 5º Contingente da Operação São Francisco, ocupando o Complexo da Comunidades da Maré e atuando como Força de Pacificação, em missão de Garantia da lei e da ordem (GLO).

A 15ª Cia E Cmb Mec também faz parte do projeto Sistema Integrado de Monitorando de Fronteira (SISFRON). A inserção de tecnologia e o aumento da capacidade operacional possibilitará uma melhoria nas operações de GLO e nas ações subsidiárias, permitindo melhores condições de apoio às atividades de vigilância de nossas fronteiras.

Presente no Projeto Estratégico Obtenção da Capacidade Operacional Plena (OCOP), vem acorrendo o recompletamento de seu Quadro de Dotação de Material (QDM) e a modernização de novas viaturas operacionais.

Hoje, após trinta e três anos na região, a 15ª Companhia de engenharia de Combate Mecanizada integra a comunidade Palmense, a quem apoia e de quem recebe apoio incondicional, tornando-se inclusive parte desta.

Generalidades

A 15ª Companhia de Engenharia de Combate Mecanizada, localizada na cidade de Palmas, no Sudoeste do Estado do Paraná, atualmente está subordinada à 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, sediada na cidade de Cascavel-PR.