Por: Francione Pruch
 

A manhã desta quinta-feira (13) entrou para história da região. Foi inaugurada em Coronel Vivida, sudoeste do Paraná, a primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que prestará serviços de urgência e emergência 24 horas por dia. A solenidade iniciada às 10 horas, reuniu deputados, prefeitos, lideranças regionais, municipais e população.


“Imaginamos que vida não tem como estimar preço. E nós com a primeira UPA de todo o sudeste do Paraná, entre os 42 municípios a ser implementada, nós agilizamos toda a implantação do processo do SAMU. Sabemos que isso estará reduzindo em mais de 700 mortes por ano. Então temos é mais que comemorar, saber que foi um sacrifício muito grande, é um momento histórico não só para Coronel Vivida como para todo o sudoeste”. Fala o Prefeito de Coronel Vivida, Fernando Gugik, sobre o trabalho desenvolvido para inaugurar a unidade da UPA.


A articulação para instalação da UPA vem sendo fomentada desde 2009, segundo comenta o Deputado Estadual Nereu Moura, “em janeiro de 2009, procurei o Fernando e falei que tinha a ideia de trazer o SAMU para o sudoeste. Pensei não vai dar certo, tal foi minha surpresa, alegria que a partir daquele dia nove de janeiro começou uma grande luta, empenho e graças a Deus estamos aqui hoje inaugurando esse complexo da saúde”.


A Unidade de Pronto Atendimento de atenderá além de Coronel Vivida mais cinco municípios, Sulina, São João, Saudade do Iguaçu, Mangueirinha e Honório Serpa. A estrutura conta com 1.050 metros quadrados, tendo investimentos na casa de 1 milhão e 400 mil reais. O município receberá, mensalmente, 170 mil reais, do Ministério da Saúde, que será destinado para o custeio de 14 médicos, 20 enfermeiros e funcionários que atuarão na unidade. “São quase quarenta profissionais que estarão trabalhando aqui diuturnamente, 24 horas por dia, 365 dias por ano”. Frisa Gugik.


Outros municípios que serão beneficiados com a UPA 24 horas são Santo Antônio do Sudoeste, Realeza, Dois Vizinhos, Palmas, Pato Branco e Francisco Beltrão.


As UPAS 24h estão inseridas na rede Saúde Toda Hora, que está reorganizando o atendimento de urgência e emergência dos hospitais do SUS. A rede íntegra, além dos hospitais, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação.


Nas unidades o paciente é avaliado de acordo com a classificação de risco, podendo ser liberado ou permanecer em observação por até 24 horas, ou se necessário, ser removido para um hospital de referência.