• Compartilhe no Facebook

Após a ameaça eminente de greve no transporte coletivo urbano de Francisco Beltrão, anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sintrafob), na manhã desta quarta-feira (21), o gerente da empresa Guancino Transportes Coletivos (GTC), Muran de Almeida confirmou em entrevista à Rádio Onda Sul que reuniu-se com líderes sindicalistas que aceitaram manter as negociações para um acordo coletivo a ser firmado entre as partes.

Na terça-feira (20), o presidente do Sintrofab Josiel Teles havia divulgado também em entrevista que os trabalhadores reivindicavam a manutenção dos direitos. Entre as reclamações e pressões sobre o sindicato está a falta de reajuste salarial, a ausência de cobrador nos ônibus durante o período de pandemia.

A empresa alega que apresentou várias propostas ao sindicato e que não houve nenhuma resposta ou contraproposta, além de que em um comparativo entre agosto de 2019 e o mesmo mês em 2020 houve uma redução de 85,2% no uso do transporte coletivo em Francisco Beltrão.

Segundo Muran de Almeida, após a reunião ficou decidido de que a greve não será deflagrada. “A população pode ficar bem tranquila, tivemos a garantia do presidente de que não teremos greve e seguimos com as tratativas para um acordo coletivo para chegarmos o mais rápido possível ao fim deste acordo e manter os trabalhos”, afirmou.