Menu
Flexibilização da capacidade de público em bares e casas de shows é adiada

Flexibilização da capacidade de público em bares e casas de shows é adiada

Lucas Maciel 4 semanas atrás

  • Compartilhe no Facebook

Confira no player acima a entrevista do Secretário Manoel Brezolin para o repórter Lucas Maciel.

A próxima fase do plano de retomada que está sendo colocado em prática de forma gradual em Francisco Beltrão (subfase III) inicia no dia 13 de outubro, quando o número de pessoas nos eventos poderá ser ampliado para 100. As casas noturnas também poderão ser reabertas, sempre respeitando o número máximo de 50 % de pessoas. As liberações efetivas desta fase ainda passarão por avaliação dos profissionais de saúde do município.

De acordo com o secretário Manoel Brezolin, da Saúde, esta nova fase estava prevista para vigorar a partir de segunda-feira, dia 5, mas como ficou muito próxima da fase anterior (subfase II), que passou a vigorar no dia 28 de setembro, os profissionais que analisam os protocolos de saúde em relação ao coronavírus decidiram adiar em uma semana. “Não podemos correr riscos desnecessários. Estamos conseguindo segurar o avanço da doença e a decisão mais prudente no momento é essa, para manter situação controlada”, relata Brezolin.

 

O Plano de Reabertura Gradual Empresarial e Comercial em Francisco Beltrão começou a ser colocado em prática no dia 3 de setembro e visa ampliar ou permitir o retorno de algumas atividades de forma responsável e seguindo os protocolos da área de saúde relacionados a covid-19.

Dentre as flexibilizações em vigor estão a permissão para o funcionamento de restaurantes e similares até as 23h00; jogos de bilhar, sinuca e snooker; eventos em clubes sociais, teatros, cinemas e estabelecimentos similares, com no máximo 75 pessoas; jogos de futebol e outras modalidades esportivas, reunindo no máximo 25 pessoas; funcionamento de casas noturnas, tabacarias e lounges. Em relação a casas noturnas, somente com camarotes, limitados a 10 pessoas por camarote. O número de pessoas em eventos pode chegar a 75.

Fases são definidas por cores

A secretaria municipal de Saúde está adotando o sistema de cores para acompanhar a evolução do coronavírus. São seis cores diferentes, definidas a partir de todos os protocolos de saúde em relação ao número de casos, controle e prevenção da doença.

O branco permite a liberação total. O azul requer distanciamento social leve. O verde, distanciamento social médio. O amarelo determina distanciamento social seletivo severo. A cor laranja requer ampliação do distanciamento social e se for vermelho, significa lockdown, ou seja, bloqueio total para evitar a propagação do coronavírus. No momento o município se enquadra na cor verde.

Share This

É só clicar!