No confronto dos azulões, desta vez, quem levou a melhor foi o Iraty. Esse foi o primeiro reencontro depois da final da terceira divisão do ano passado, quando o União conquistou o título. Neste domingo, pela sétima rodada da segunda divisão, no estádio Coronel emilio Gomes, o Iraty entrou completo para o confronto, enquanto o time beltronense esteve desfalcado do atacante Tiago Maringá e do meio campista Sato, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo e  o zagueiro Casemiro e o goleiro Marcos Paulo por lesão. Mesmo assim, o União sabia da importância em vencer longe de seus domínios, porém não teve sucesso.

A partida começou movimentada e logo aos 5 minutos de jogo, Welington Monteiro, mesmo apertado, saiu jogando com categoria com Julio Lopes. O lateral tocou para Esquerda que não teve a posse de bola. Apertado acabou perdendo a bola. Numa troca rápida de passes, o lateral Carlinhos do Iraty apareceu sozinho na cara do goleiro Silva, que com muita categoria deu uma cavadinha, fez um golaço e saiu para comemorar.

O União fez, na avaliação do técnico Ivair Cenci, o pior primeiro tempo do campeonato. O time estava totalmente perdido, estático, sem poder de reação. A equipe estava distante do ataque. O atacante Kenedy só participou da jogadas porque trombava com a zaga do Iraty. O jogador mais perigoso do União era o camisa 10, Wilian, que tentava nas jogadas individuais, resolver o jogo. Mas foi pouco para o time que quer brigar para subir.

Em mais um rápido contraataque, Alysson quase ampliou. O atacante ficou no mano a mano com Welington Monteiro. Ele limpou a jogada e finalizou para a boa defesa do goleiro Silva.

O iraty foi superior no primeiro tempo e confirmou esse bom momento novamente com Alysson. Depois da rápida troca de passes, o atacante recebeu dentro da área, tirou do goleiro Silva e correu para o abraço, ampliando para 2×0 o jogo.

Muito irritado, o técnico Ivair cenci fez uma substituição ainda no primeiro tempo, sacando o zagueiro João Carlos e mandando para a partida, o estreante Felipe Virgulino.

No segundo tempo, depois da dura no intervalo, o time beltronense voltou com uma postura diferente. O grandalhão Fornazari, o nome do último jogo do União, entrou no lugar do atacante Kenedy, mas desta vez, não teve o mesmo destaque. Há de se destacar que na segunda etapa, o União mandou no jogo, fazendo em alguns momentos meia linha, num bate e volta, mas sem poder e precisão nas finalizações. Quem jogou no contraataque foi o Iraty, que mesmo sem o domínio do segundo tempo, esteve mais próximo do terceiro gol, do que o União de diminuir o marcador.

O união teve um pênalti não marcado em cima do atacante Wilian, mas não justifica a derrota.

Os jogadores e o técnico Ivair acreditam que a perna pesada pela falta de tempo para treinar e acumulo de jogos e viagens são as respostas para a fraca atuação do time nessa partida. O importante é que o time está classificado para a próxima fase e o técnico disse que sabe o que é necessário para melhorar.