Em um jogo cheio de emoções, a seleção de Palmas foi a Coronel Vivida na noite desta quarta-feira (03) enfrentar a equipe local na segunda partida das oitavas de final da Copa Sudoeste de Futebol. O time palmense lutou muito, mas está fora da competição, a equipe segurou o empate sem gols no tempo normal, mas nos pênaltis os vividenses superaram Palmas e se classificaram para as quartas de finais do torneio.

O Jogo

Além das condições do gramado não serem as ideais, o orvalho da noite piorou ainda mais as duas equipes que tiveram grandes dificuldades para dominar a bola.  No primeiro tempo, as chances de gols foram raras, as duas equipes primaram pela forte marcação, apenas alguns chutes e cruzamentos incomodaram os goleiros.

Um segundo tempo muito complicado foi o que a equipe de Palmas encontrou. O técnico Volmir Lasta de Coronel Vivida modificou o time, colocando Chiquinho, Claude e Chico Preto, este, pela qualidade no chute de longa distância, fez o goleiro Valmir trabalhar muito no jogo. Palmas se segurava com uma postura forte na marcação, grandes defesas de Valmir e colaboração dos jogadores da frente que voltavam a todo o momento pra ajudar na defesa.

No fim da partida em um contra-ataque puxado por Ikinho, o goleiro Herlon rebateu e a bola sobrou para Tiago emendar um chute forte de fora da área, a bola estava entrando por entre as pernas do goleiro que se recuperou a tempo de tirar a bola em cima da linha do gol. Encerrado o jogo, o placar de 0 a 0, mais o empate em 1 a 1 na primeira partida em Palmas, levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças Ikinho e Iko converteram e Mangueirinha, Ferreirinha e Tiago erraram para Palmas. Chiquinho, Chico Preto e Renan marcaram e Felipe e Emerson desperdiçaram para Coronel Vivida que se classificou para as quartas de finais e aguarda o vencedor do confronto entre Itapejara D’Oeste e Verê no próximo domingo.

Os jogadores de Palmas saíram desolados com a derrota, porém, com a falta de estrutura, unido a falta de tempo para treinamento dos jogadores que trabalham no dia a dia e não são remunerados para atuar pela equipe, tem-se uma avaliação positiva, pois foi a primeira vez que Palmas chegou tão longe nessa competição.

Palmas jogou com: Valmir, Paulo, Tiago, Ninho e Honório; Ikinho, Iko, Ferreirinha e Caio e no ataque Mangueirinha e Hélio. Técnico: Axé

* Nina cumpriu suspensão pelo 3º cartão amarelo.