O final de semana esportivo começou bem para o esporte beltronense, mas terminou mal. Isso por que, na sexta-feira, 27, o Cresol/Marreco futsal venceu o Paranavaí por 3 a 1. O técnico do Marreco, Nelsinho Bavier, reclamou da arbitragem após a vitória. Outro detalhe que só foi exposto depois do jogo é de que Nelsinho se comprometeu com a diretoria em pagar as despesas do hotel, caso o time não vencesse o jogo. A promessa aconteceu porque o técnico solicitou para a diretoria que o time viajasse um dia antes para o confronto contra o Paranavaí. O esforço da diretoria e do time deu resultado, com a vitória o Cresol/Marreco futsal mantém os 100% em dois jogos realizados. Na próxima rodada o time beltronense joga em casa contra o Foz/Cataratas, no ginásio Arrudão.

Entrevista com Nelsinho: 

Já o Francisco Beltrão futebol clube não teve o mesmo sucesso na partida contra o Grêmio Araponguense e perdeu por 3 a 1. Além do resultado negativo dentro de campo, fora dele, o time beltronense passa por diversas dificuldades, sendo que os jogadores não tem alimentação condizente com a de um atleta profissional, nem salários ou “bichos” para os atletas que participam do jogo. Em função disso, o técnico Didi não pode contar com todos os jogadores que treinam durante a semana, pois alguns, considerados titulares, ainda não entraram no BID da CBF por falta de recursos para inscrever os atletas. O Beltrão tem saldo negativo de seis pontos na tabela de classificação e restam cinco jogos para o final da primeira fase. Na próxima rodada, o Beltrão viaja à Curitiba para enfrentar o Andraus.

Para entender o drama que vive o Beltrão, ouça o áudio da entrevista com o técnico Didi, o goleiro Fábio (destaque do time) e o presidente Kinkas feito pelo repórter Ademir Augusto depois do jogo deste domingo: