Com um time diferente daquele que o torcedor está acostumado ver em quadra, o Marreco Futsal conquistou um empate contra o Cascavel, por 2 a 2. A partida aconteceu no ginásio da Neva nesta quinta-feira(29), pela Liga Futsal Paraná.

Sem o técnico Serginho Schiochet, que ficou em Francisco Beltrão treinando o time principal para enfrentar o Atlântico, no jogo decisivo da Liga Nacional, o comandante em Cascavel foi o supervisor Mauro Córdova que contou com os atletas menos utilizados do elenco, mesclado com jogadores da base. Estiveram em quadra BigDia, Paulo Felipe, Linhares, Halison e Parma. Da base, Donadel (18 anos), Carlos (19 anos), Lucas (16 anos) e Marcelinho (16 anos). Mas o que mais surpreendeu foi a inscrição de atletas amadores, como Carlão Zanette, que disputa o Campeonato Varzeano de Futebol de Francisco Beltrão, e do ala Kauandry Falcão, que já passou pela base do Marreco, mas estava atuando apenas no Campeonato Municipal de Futsal.

Os dois grandes destaques da partida foram o goleiro BigDia, que impediu a derrota em Cascavel, e o pivô Paulo Felipe, que marcou os dois gols beltronenses e foi o capitão do Marreco com apenas 20 anos de idade. O Cascavel marcou seus gols com Gustavinho e Falcão. O técnico Cassiano Klein usou força máxima contra o Marreco, mas não conseguiu a vitória.

Goleiro Carlos saiu de ambulância

O goleiro Carlos Oliveira, que começou a partida como titular, dividiu a bola com o pivô Jorginho e levou a pior. O joelho do jogador do Cascavel atingiu o rosto do beltronense, que precisou ser retirado de quadra pela equipe médica e transportando para o hospital de ambulância. Mas está tudo bem com o atleta, foi apenas um susto.