Francisco Beltrão parou na última segunda-feira (17), para ver o Marreco Futsal jogar. Quem não acompanhou no Ginásio Arrudão, utilizou outros meios de comunicação para não perder nenhum lance. Porém, o aperto no coração, a agonia e o nervosismo foram os mesmos graças a torcida presente. Recorde de público que deu um verdadeiro show, foi lindo, espetacular.

A entrevista de hoje do RBJ é com os integrantes da torcida organizada, “Fúria Beltronense”. Criada no dia 29 de março de 2008, após membros da antiga torcida ‘Esquadrão Beltronense’ pintarem uma pequena faixa e irem para o jogo. Com um novo nome, uma nova faixa e separados da ‘Esquadrão’, fundaram a Fúria Beltronense.

Como o nome já diz, eles são realmente a fúria dentro do ginásio. A alegria e empolgação, faz com que o restante da torcida seja tomada pela emoção; cante e vibre a cada passe, cada drible, cada gol. “O que mais nos motiva é a vitória que vem a cada jogo. A vibração é passada dos jogadores para nós através da raça com que sempre jogam para honrar o manto do Marreco. A vontade de vencer, faz com que nós apoiemos o time cada vez mais e a paixão só aumente”, afirmou um dos torcedores.

Durante o jogo contra o Magnus, um time que possui jogadores da seleção brasileira e é favorito a Campeão da Liga Nacional, a motivação dos torcedores só aumentou. “Ver o Arrudão lotado de torcedores, com jogadores determinados a vencer e aquela virada extraordinária, nos dá tanto orgulho, que saímos de lá pensando no próximo jogo”, contou um integrante.

Sempre motivados a acompanhar o time também fora de casa, a “Fúria Beltronense” já esteve uma vez em Quedas do Iguaçu, quatro vezes em Pato Branco e três vezes em Guarapuava e Cascavel. “Fizemos o possível para acompanhar e apoiar o time do nosso coração”, contou um integrante.

A torcida é tão fanática que faz verdadeiras loucuras e uma delas, nos dá noção do tamanho da paixão dos torcedores pelo time. “Teve uma vez em que abandonei a prova do Enem e fui de ‘Biz’ para Guarapuava, só para assistir ao jogo. Estragou a moto e chegamos no segundo tempo, dormimos na rodoviária com frio, voltamos de manhã pra fazer a prova no domingo”, lembrou o integrante da Fúria Beltronense.

WhatsApp-Image-20160517 (1)
  • Compartilhe no Facebook

Carlos Machado presidente da torcida e Alan Spessatto, vice presidente.

Mas não pense que isso só acontece quando o time está ganhando. Essa loucura aconteceu justamente em um momento que o Marreco estava numa fase ruim. “O time estava numa má fase, já eram 4 derrotas no paranaense, mas saímos de lá com a vitória por 2×0. Em 2016, fomos pra Toledo ver a vitória por 3×0 e assistir a semi final e final em Chopinzinho, onde o Marreco ficou campeão da Copa Rádio Chopinzinho”, disse. “Estamos indo sábado para Lajeado, cerca de 500 km de Beltrão para realizar o sonho de assistir o marreco na liga nacional“, completou.

Os integrantes ressaltaram o carinho, respeito e apoio que recebem do time. “Os jogadores, a comissão técnica e também a diretoria do Marreco sempre dão atenção e não hesitam nos ajudar quando precisamos de algo. A relação entre a torcida e a equipe é de respeito e admiração, confiamos no nosso time e sabemos que eles ainda irão dar muita alegria a nós, torcedores”, destacou.

Estão cadastrados na torcida, nesse ano de 2016, em torno de 30 a 40 membros ativos. Quem deseja fazer parte da torcida, pode conversar com qualquer membro e na sequência, fazer o cadastro.“Nós da ‘Fúria’, pedimos o apoio dos torcedores que vão ao Arrudão. Que gritem, cantem, incentivem o time. Temos certeza de que com o apoio da torcida vamos ganhar e sair de lá com o sorriso no rosto e a certeza de que estamos no caminho certo e que o Marreco irá nos surpreender”, completou um dos integrantes.

O jogador Rangel, faz questão de cumprimentar a torcida ao final de cada jogo. “A fúria Beltronense tem nos acompanhado em muitos jogos, um apoio de grande importância, seja em Francisco Beltrão ou jogando em outras cidades. Ao final de cada jogo faço questão de agradecer, por que valorizo o empenho de cada integrante e o quanto amam e se identificam com o Cresol/Marreco Futsal. Nós dentro de quadra, procuramos estar valorizando esse apoio, jogando com muita garra e determinação. Obrigado sempre pelo apoio Fúria”, declarou o jogador em entrevista exclusiva ao RBJ.

https://www.youtube.com/watch?v=dNbjXkSGWlc&feature=youtu.be