Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
06 de dezembro de 2021
Rádios

Em dois anos, preço médio da cesta básica aumentou 15% em Palmas

EconomiaGeral

por Guilherme Zimermann

shopping-2613984_1920
Publicidade

O preço médio da cesta básica de alimentos em Palmas atingiu R$ 420,00 no mês de maio. O valor representa um aumento real de 15,3% em comparação a maio de 2018. Os dados fazem parte de um levantamento realizado pelo Setor de Estatísticas do Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ.

A metodologia adotada para a pesquisa é a mesma utilizada por órgãos que realizam levantamentos em nível nacional, como o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) que conduz a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada nas 26 capitais estaduais e no Distrito Federal.

Foram escolhidos cinco estabelecimentos do ramo supermercadista, localizados em diferentes pontos da cidade, como forma de buscar os preços praticados em realidades distintas e aferir os dados com o máximo de confiabilidade.

Os produtos e quantidades que norteiam a pesquisa são definidos por um Decreto Federal, assinado pela Presidência da República, que apresenta uma lista de alimentos, com suas respectivas quantidades, e que seria suficiente para o sustento de um trabalhador em idade adulta.

Publicidade
Publicidade

Conforme o levantamento realizado nesta segunda-feira (18), entre os estabelecimentos pesquisados, o preço da cesta básica variou entre R$ 379,22 e R$ 459,67.

[Grupo RBJ de Comunicação] Em dois anos, preço médio da cesta básica aumentou 15% em Palmas

Em maio de 2018, o valor médio da cesta básica ficou em R$ 340,46. Na comparação entre os dois períodos, o aumento foi de 23,36%. Descontada a inflação dos anos de 2018 (3,75%) e 2019 (4,31%), o aumento real no valor da cesta básica palmense foi de 15,3%.

[Grupo RBJ de Comunicação] Em dois anos, preço médio da cesta básica aumentou 15% em Palmas

Entre os produtos, os únicos que apresentaram redução de preços foram o tomate (-15%) e o café (-23,67%). Os demais, todos apresentaram aumento, com destaque para a batata, que dobrou de preço, para o feijão, com mais de 70%, e a banana caturra, que também se aproximou dos 70%.

Publicidade