Cerca de 400 candidatos a deputado estadual e federal poderão obter votos em Palmas, Sul do Paraná, caso o eleitorado do município siga a tendência das últimas cinco eleições gerais, pulverizando votos entre várias candidaturas.

A discussão em torno da pulverização dos votos palmenses ganhou maior repercussão a partir de 2014, por meio de iniciativa da sociedade civil organizada. A falta da representatividade política em âmbito estadual e federal faz com que frases do tipo “Precisamos de um deputado de Palmas e para Palmas” tornem-se comuns, sobretudo nesse período, das ”promessas mirabolantes e tapinhas nas costas”. Porém, na hora do voto, a unidade em torno de um representante do município não se confirma.

O RBJ levantou os dados das eleições gerais de 1998 até 2014 e a maneira que os eleitores do município se comportaram no momento do voto aos cargos legislativos. Nesse período, em média, 31,25% de todos os candidatos à deputado estadual obtiveram votos em Palmas. Para a Assembleia Legislativa são eleitos 54 parlamentares. Já entre os candidatos à Câmara Federal, 53,82% de todos os postulantes, em média, conquistaram votos no município.

Em 1998, 415 personalidades candidataram-se à deputado estadual no Paraná. Dessas, 174 (41,93%) receberam votos de eleitores palmenses, totalizando 10.196 sufrágios. Entre os votados no município, 45 foram eleitos, o que representou 8.330 votos. Ou seja, outros 129 candidatos “pegaram” 1.866 votos em Palmas, mas ficaram apenas nas suplências ou não foram eleitos.

Naquela mesma eleição, 196 nomes disputaram as vagas na Câmara dos Deputados, sendo que 118 (60,20%) receberam ao menos um voto em Palmas. Dos 30 eleitos, 29 tiveram votos de palmenses, contabilizando 6.300 sufrágios, enquanto que outros 89 candidatos somaram 3.588 votos, mas não conquistaram um lugar no Legislativo Federal.

Nas eleições seguintes, os percentuais de candidatos que obtiveram votos no município mantiveram-se praticamente nos mesmos patamares, conforme apresentado no quadro abaixo.

  • Compartilhe no Facebook

Em 2018, são 427 candidatos à deputado federal (desconsiderando renúncias de candidaturas e indeferimentos por parte da Justiça Eleitoral). Se seguir a média das últimas eleições, mais de 200 podem pegar votos em Palmas, número que pode ser semelhante ao total de candidatos à deputado estadual que também podem ter votos no município, entre os cerca de 740 candidatos que buscam uma cadeira na Assembleia.

No dia 07 de outubro, os eleitores palmenses vão às urnas para a escolha dos 54 deputados estaduais, 30 federais, dois senadores, o governador do Estado e o presidente da República. Caso haja segundo turno para os cargos executivos, os eleitores voltam à votação no dia 28 do mesmo mês.

  • Compartilhe no Facebook