Apesar dos tropeços e dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus, o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o governador do Paraná, Ratinho Júnior, deverão ter forte influência no processo eleitoral deste ano. A análise é do cientista político, Tiago Valenciano.

Em entrevista à Rádio Club/RBJ, o cientista e doutor em Sociologia, avalia que o governador ainda tem buscado organizar a atuação dos órgãos para o controle da pandemia. Além disso, terá de planejar também a retomada econômica do Estado após esse período.

Com isso, Valenciano aponta que o governador não deverá ter uma participação efetiva nas campanhas às prefeituras, mas, buscará atuar de alguma forma para ter uma base sólida de prefeitos a partir de 2021.

Já no âmbito federal, o cientista analisa que o presidente ainda está tentando acertar sua administração, enfrentando diversas dificuldades, como a falta de ministros em postos-chaves, como saúde e educação. “A queda do ministro Sérgio Moro também arranhou a imagem do governo”, considera.

Sobre as eleições municipais, avalia que o presidente poderá ter relevância, principalmente na região Sul do país, onde obteve uma votação expressiva. Ouça no player abaixo: