Confirmando projeções apontadas durante a campanha eleitoral, o número de eleitores que deixaram de ir às urnas bateu recorde no pleito deste ano em Palmas. Quase 28% dos eleitores do município não compareceram nas seções para votação no último domingo (15).

O percentual representa 8.709 eleitores, que não foram às urnas. Em nível de comparação, o total de abstenções é maior que o número de votos obtidos pelo prefeito reeleito, que somou 6.287 votos.

Considerando apenas as eleições municipais realizadas a partir de 2000, o percentual de abstenções nunca havia superado 20% dos eleitores. Até então, o maior percentual havia sido registrado em 2016, quando 19,69% do eleitorado não compareceram às urnas.

Ao todo, 22.642 eleitores palmenses foram à votação. Para prefeito, 516 votaram em branco e 581 anularam o voto. Assim, foram 21.545 votos considerados válidos, ou nominais, na eleição para o Executivo.