Faltando menos de 30 dias para a eleição municipal, a Coligação “Chopinzinho, a experiência para um futuro melhor” substituiu o candidato a prefeito. No sábado (17), a coligação anunciou que o vice na chapa, Edson Cenci (PSL), passa a ser o candidato a prefeito, substituindo Vanderlei Crestani (PSD), que teve a candidatrua impuganada pela Justiça Eleitoral. Para ocupar o cargo de vice, a coligação apresentou o vereador Daniel Zanesco (PL).

O ex-prefeito de Chopinzinho teve a candidatura indeferida pelo Juiz Eleitoral Rafael de Carvalho Paes Leme, atendendo pedido impretrado pelo Ministério Público Eleitoral e pela Coligão “Pra Frente Chopinzinho”. Na decisão, o Juiz Eleitoral alega que Vanderlei Crestani não tem condições de disputar as eleições por estar com os direitos politicos suspensos até 2022. A suspensão ocorreu por conta da condenação do mesmo pelo cometimento de improbidade administrativa.

Através de mensagem divulgada pelas redes sociais (WhatsApp), Vanderlei Crestani, comentou a situação. Segundo ele, a decisão da Justiça Eleitoral de Chopinzinho ainda cabe recurso, porém, etendeu melhor se afastar do processo eleitoral nesse momento. “Como a minha situação corria um risco por causa daquela ação da funcionária que eu cedi lá para o IAP em 2009 pra fazer as lecenças ambientais dos agricultores aqui de Chopinzinho, tinha um certo risco, por que essa ação vai ser julgada lá em dezembro, mas a eleição é em novembro e o Tribunal Regional Eleitoral deve decidir ainda na semana que vem, então a gente corria o risco de ser impugnado e não ter tempo de fazer a substituição do candidato, então a gente fez a substituição exatamente pra garantir a possibilidade da nossa população um candidato no voto, na urna”, disse.

Além da impugnação de Crestani, a jsutiça eleitoral também impugnou o candidato a vice do PSB, Paulo Romite. Nesse caso, no entanto, não houve informação de substituição, visto que cabe recurso, a exemplo da impugnação de Vanderlei Crestani.

Foto: Divulgação Redes Sociais