Um candidato a vereador foi preso em flagrante pelo Juiz Eleitoral e por servidores da Justiça na manhã deste domingo (15), em Palmas.

Ao Departamento de Jornalismo da Rádio Club, o juiz Eduardo Marques Vianna, relatou que ainda na noite de sábado (14) chegaram à Justiça denúncias de que o candidato, responsável por um estabelecimento religioso, iria realizar a compra de votos na manhã do dia de votação.

Após diligências, o magistrado, juntamente com dois servidores, foi ao local, onde ocorreria o repasse de valores. No estabelecimento, verificou-se que ocorria uma celebração religiosa e uma pessoa, ao invés de entrar para participar do culto, foi direcionada por um funcionário do estabelecimento para um escritório, momento em que o juiz adentrou no local, constatando que o candidato estava repassando dinheiro para outra pessoa.

Questionados os presentes sobre a origem e finalidade do dinheiro, nenhum soube responder. O candidato foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia da Polícia Civil, onde o delegado arbitrou fiança no valor de R$ 20 mil, o que foi pago pelo candidato, que agora responderá ao processo por compra de votos em liberdade. Ouça no player abaixo:

Imagem: Vecteezy