Ao circular pelo centro ou bairros de Francisco Beltrão é comum encontrar carrinheiros que atuam com a coleta de materiais recicláveis. Os trabalhadores incansáveis ao guiar seus carrinhos cheios de resíduos muitas vezes são discriminados pela sociedade, alvos de buzina e vistos como pessoas sujas pela natureza do serviço.

Com o intuito de promover uma sensibilização da comunidade sobre o papel dos catadores e chamar a atenção para a importância do trabalho desenvolvido, a UTFPR de Francisco Beltrão promove a campanha Pimpex João Maria. A ideia é reformar e grafitar um carrinho de um catador de recicláveis do município, além de equipar o carrinheiro com material que facilite e aumente a segurança em seu trabalho.

A grafitagem será no dia 19 de outubro, a partir das 14h, na Praça Eduardo Virmond Suplicy (Calcadão Central) e o beneficiado pela ação será João Maria, de 47 anos e que está nessa profissão há 22 anos. A ação faz parte do projeto de Empreendedorismo Social em Associações de Ativismo Social, proposta pela professora Paula Regina Zarelli.

Para que a ação seja viabilizada há uma campanha para arrecadar R$ 850. O valor, que pode ser doado pelo Canal Pimp (basta acessar o site: www.catarse.me/pimpex_joao_maria) é administrado pela ONG Pimp My Carroça. De acordo com a professora, se a meta necessária para a ação não for alcançada, a ONG devolve o dinheiro aos doadores. “A meta é ousada mas se cada um doar um pouco vamos fazer a diferença na vida dele e na sensibilização de como a comunidade irá vê-los”.

Esta é a segunda versão realizada em Francisco Beltrao, em 2018 a UTFPR promoveu o Pimpex Ascapabel, com a ideia de valorizar o papel do catador junto às campanhas nacionais que são realizadas pela ONG.

Estima-se que 90% do que é reciclado hoje no Brasil é coletado por catadores de recicláveis.

Kit Pimpador

O valor é destinado a compra do material necessário para equipar o carrinho como buzinas, espelhos retrovisores, balança portátil, fitas adesivas, camisetas refletivas, compra de material para a pintura. O investidor, além de ajudar, poderá ter como recompensa o agradecimento oficial, adesivos, camisetas e gravuras, dependendo do valor doado.

Obs: Na foto, o carrinheiro Gilmar de Macedo Castro observa seu carrinho ser grafitado, após a reforma, na ação promovida pela universidade no ano passado. Créditos: Divulgação.