• Compartilhe no Facebook

O diretor-geral do câmpus Francisco Beltrão Alexandre Alfaro, a representante discente no Conselho Universitário Karina Omura, e o representante docente Michel Gomes. Foto: Divulgação.

Os 110 anos da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) foram celebrados na noite da quinta-feira, 26 de setembro, pela Assembleia Legislativa do Paraná por meio de Sessão Solene que reuniu alunos, servidores, autoridades acadêmicas, civis e militares. Durante o evento, também foi realizado o lançamento do selo dos Correios com a marca comemorativa dos 110 anos da Universidade.

O reitor Luiz Alberto Pilatti iniciou sua fala comentando o complexo momento pelo qual passa a educação brasileira e defendeu o papel das universidades para o desenvolvimento nacional. “As universidades públicas brasileiras produzem 95% do conhecimento científico do Brasil. Elas fazem a diferença. O Paraná é um estado diferenciado porque, dentre outras coisas, tem algumas das melhores universidades do mundo, segundo os rankings especializados. O Paraná é diferente porque tem essas instituições”, destacou.

Ainda durante o seu discurso, Pilatti relembrou momentos históricos da Universidade que foram fundamentais para a consolidação da Instituição como, por exemplo, o esforço coletivo para a transformação do então Cefet-PR em Universidade Tecnológica.

“Preservamos e honramos nossa história e, hoje, temos resultados que são impressionantes. Somos a Universidade que mais oferta vagas públicas em engenharia no Brasil. Quem conhece cada uma das cidades onde temos câmpus pode afirmar com muita clareza: existia uma cidade antes e outra depois da UTFPR. Somos a única Universidade Tecnológica brasileira e fomos nos últimos dois anos uma das três instituições que mais depositou registros de patentes e de software no Brasil. Somos, portanto, uma Universidade do mundo real”, ressaltou.

Para o propositor da Sessão, deputado estadual Alexandre Amaro, a defesa da educação no Brasil sempre é uma tarefa árdua e, por isso, o trabalho da UTFPR deve ser comemorado. “Temos de reconhecer o trabalho da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Depois de 110 anos, continua formando cidadãos e profissionais da mais alta qualidade. São anos formando alunos e transformando vidas”, disse.

O diretor do campus Francisco Beltrão Alexandre Alfaro, a representante discente da UTFPR no Conselho Universitário (Couni) Karina Omura, e o representante do campus no Couni Eduardo Gomes, prestigiaram a solenidade.

Selo comemorativo

Ainda durante a sessão foi lançado o selo dos Correios personalizado com a marca dos 110 anos da UTFPR. A sessão de obliteração, quando o selo recebe o carimbo no primeiro dia de circulação, foi conduzida pelo superintendente estadual de operações dos Correios no Paraná, Paulo Cezer Kremer dos Santos, e contou com as participações do reitor Luiz Alberto Pilatti, da vice-reitora Vanessa Ishikawa Rasoto e do deputado estadual Alexandre Amaro.

“Se estamos falando em educação, o selo cumpre com maestria esta missão. Sua pequena compleição por si só transporta conhecimento que incita diálogos e convivência entre pessoas e instituições e até nações, independente de classe social ou costumes. O selo é transcontinental, atemporal, artístico e pedagógico”, comentou Kremer.

A sessão foi finalizada com a entrega da menção honrosa à Universidade e ao seu corpo diretivo. Todo o ato solene foi acompanhado pela Camerata da UTFPR, que fez uma apresentação de números do cancioneiro popular brasileiro.

Fonte: Assessoria de Comunicação.